www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Domingo 25 de Octubre de 2020
02:27 hs.

Twitter Faceboock
Apoio à greve de petroleiros
ADUFCG organiza agenda de lutas e se solidariza com a greve dos petroleiros
Gonzalo Adrian Rojas

Enquanto se prepara a construção de uma poderosa greve dos docentes frente aos ataques do governo Bolsonaro, a Comissão de Mobilização da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Campina Grande (ADUFCG) em reunião realizada nesta sexta-feira, 14 de fevereiro, na sede do sindicato, se solidariza com a greve dos petroleiros que está no seu 13º dia.

Ver online

Após os informes da Diretoria e dos delegados da ADUFCG presentes no Congresso da Associação Nacional dos Docentes de Ensino Superior (ANDES-SN), entre as deliberações e encaminhamentos relacionados a conjuntura política, a Comissão de Mobilização deliberou por consenso convocar a Assembleia da categoria na primeira semana de retomada das aulas na UFCG, na quarta-feira 11 de março, pautando como temas a participação da greve nacional da educação do dia 18 de março, além de também pautar indicativo de greve da categoria para ser levada como posição política da base à reunião do setor das instituições federais de ensino da ANDES-SN a realizar-se nos dias 14 e 15 de março em Brasília (DF).

Além de participar ativamente dos atos organizados na cidade pelo dia internacional de luta da mulher trabalhadora e os dois anos do assassinato de Marielle Franco e Anderson, deliberou-se a solidariedadee apoio para com a greve dos petroleiros que já está no 13º dia. #SomosTodosPetroleiros

Em relação a situação da greve, no momento da reunião da comissão, a greve contava com mais de cem unidades da Petrobrás paradas, tendo como uma de suas principais pautas a luta contra as demissões de 1000 trabalhadores da Fábrica de Fertilizantes de Araucária (FAFEN) no estado de Paraná, assim como sua privatização e entrega, como pretende o projeto privatista de Bolsonaro e Guedes.

Da mesma forma foram repudiadas as medidas arbitrárias do TST contra a greve, os sindicatos e os grevistas, bem como o cerco realizado pela grande mídia, exigindo ações concretas de solidariedade da CUT e a CTB e seus sindicatos para garantir um triunfo dessa greve.

Como professores, somos cientes de que o triunfo da principal luta operária em curso contra o governo Bolsonaro pode servir para fortalecer nossas lutas contra a política educativa do governo e sua agenda de ataques ao conjunto da classe trabalhadora e setores oprimidos da sociedade.

Uma nova reunião da Comissão de Mobilização da ADUFCG ficou marcada para quinta-feira, 20 de fevereiro, ás 10 h na sede do sindicato.

Confira aqui nota de apoio aos petroleiros da ADUFCG

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui