www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Martes 15 de Octubre de 2019
23:46 hs.

Twitter Faceboock
GREVE GERAL 14J
População repudia declarações do Metrô SP e apoia metroviários na Greve Geral do 14J
Redação
Ver online

Logo após a decisão da assembléia dos metroviários de SP que reafirmou a adesão da categoria à Greve Geral do dia 14J, o Metrô soltou uma nota no Twitter e Facebook contrária à mobilização, numa atitude completamente antissindical. No entanto, a publicação da Companhia com ameaças de punição foi amplamente rechaçada por muitos comentários da população apoiando, mais uma vez, a mobilização dos metroviários contra a reforma da previdência.

Durante a última campanha salarial dos metroviários de São Paulo, os coletes vermelhos com dizeres contra a reforma da previdência ganharam amplo apoio da população, com comentários nas redes sociais e nas estações, pedindo para utilizar os coletes, e também através da hashtag #EuApoiooColeteDosMetroviarios, colocando essa hashtag como segundo assunto mais falado em São Paulo na rede social Twitter.

Esse apoio foi decisivo para o recuo do Metrô de Doria frente aos ataques que vinha impondo aos trabalhadores, se vendo obrigado a retirar todas as punições que havia dado aos metroviários.

A população demonstrou seu imenso apoio a participação dos metroviários na greve geral através dos comentários no post na página oficial do Metrô, onde a empresa coloca que “não concorda com a decisão de paralisação anunciada pelo sindicato dos metroviários para essa sexta-feira, 14, e está tomando todas as medidas para minimizar o impacto para os mais de 5 milhões de passageiros diários”.

As tais “medidas para minimizar o impacto” da greve é o que chamam de plano de contingência, que nada mais é do que deslocar funcionários de suas funções (quase sempre administrativas) para exercerem atividades operacionais das estações e trens sem o treinamento necessário para isso, expondo a população a riscos de acidentes.

Nesse post com uma atitude totalmente antissindical, a população reagiu colocando seu apoio a participação dos metroviários na greve geral, com a consciência de que a luta contra a reforma é uma luta de todos os trabalhadores.

Essas são mensagens que fortalecem a aliança estratégica dos metroviários com a população para participar essa greve geral, que mesmo com todos seus limites impostos pelas burocracias sindicais, pode ser uma enorme demonstração de força da classe trabalhadora; uma resposta de que não aceitaremos trabalhar até morrer, e que não pagaremos pela crise criada pelos capitalistas.















 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui