Política

DEBATE

Vladimir Safatle, Plínio de Arruda e Diana Assunção debaterão situação do país em Live

“Governo Bolsonaro e a situação dos trabalhadores” é o título da live de apoio à candidatura coletiva da bancada revolucionária de trabalhadores que reunirá os debatedores na próxima quarta-feira, 28 de outubro, às 19h.

quinta-feira 22 de outubro| Edição do dia

Como os trabalhadores podem procurar saídas políticas para a situação reacionária de inúmeros ataques a seus direitos que nos sufoca no governo de extrema-direita de Bolsonaro? Essa questão fundamental é um tema urgente para toda a esquerda, e nessas eleições é essencial considerar isto.

Com o intuito de promover essa urgente reflexão, a candidatura coletiva do MRT para o cargo de vereador em São Paulo, a bancada revolucionária de trabalhadores, promoverá um debate com uma de suas candidatas, Diana Assunção, e dois importantes intelectuais da esquerda brasileira.

Vladimir Safatle, filósofo e professor da USP, vem sendo uma figura importante desse debate, discutindo os erros cometidos pelo PT e os becos sem saída do regime de transição pactuada com os militares consolidado na Constituição de 1988, que agora rui no Brasil pós-golpe. Seus últimos livros vem propondo, a partir de uma articulação entre teóricos políticos, filósofos e psicanalistas, reflexões sobre os rumos estratégicos da esquerda, tal como no recém-lançado “Maneiras de transformar mundos. Lacan, política e emancipação”. Em abril, participou de um debate promovido pelo Esquerda Diário sobre a situação política nacional e a pandemia. Agora, nas eleições, Safatle declarou seu apoio à bancada revolucionária de trabalhadores, vendo na candidatura uma via de fortalecimento das lutas dos trabalhadores.

Plínio de Arruda Sampaio, também apoiador declarado da bancada revolucionária, é professor de Economia na Unicamp e também é fundador do PSOL. Impulsionador da plataforma de esquerda Contrapoder, Plínio vem sendo uma importante voz à esquerda no PSOL, se contrapondo a políticas de alianças com partidos de conciliação de classes como PT e PCdoB e até mesmo com partidos burgueses golpistas, como REDE, PSB e PDT.

Além dos dos intelectuais, comporá a mesa do debate Diana Assunção, que é uma das três candidatas que compõem a bancada revolucionária, ao lado de Letícia Parks e Marcello Pablito. Diana é trabalhadora da USP, fundadora do grupo de mulheres Pão e Rosas e dirigente do Movimento Revolucionário de Trabalhadores (MRT).

O debate ocorrerá na próxima quarta-feira, dia 28, às 19h, e será transmitido pelo canal de Youtube do Esquerda Diário.




Tópicos relacionados

Bancada Revolucionária de Trabalhadores   /    Governo Bolsonaro   /    Debates na esquerda   /    Política

Comentários

Comentar