×

Machismo | Vice-prefeito bolsonarista é preso por assediar servidora na prefeitura de Mateus Leme (MG)

O vice-prefeito de Mateus Leme (região metropolitana de Belo Horizonte), Anderson Wester de Sousa (REPUBLICANOS), foi preso na última quinta-feira (21/07) após dar “dois tapas na bunda" de uma servidora da limpeza dentro da sede da prefeitura, a trabalhadora o denunciou à polícia na sequência do ocorrido com duas testemunhas.

sexta-feira 22 de julho | Edição do dia

A trabalhadora de 44 anos relatou que, no exercício de suas funções enquanto copeira e faxineira do Executivo, o vice-prefeito a tem assediado com brincadeiras das quais ela não gosta, como "beijo no pescoço e tapa na bunda". Ela denuncia que já reclamou sobre os episódios, porém se repetiram. O caso foi registrado na 2ª Delegacia de Mateus Leme, onde o vice-prefeito foi levado, e a denúncia encaminhada à Polícia Civil. Entretanto, em relação a essa última questão, há divergência de informações entre a polícia e a prefeitura.

Não impressiona em nada que seja um bolsonarista este que assedia trabalhadoras. Anderson Wester de Sousa é do Republicanos, partido da base de governo de Bolsonaro no legislativo, que é parte de sustentar um regime de contínuos ataques antioperários que garantem que a crise capitalista seja despejada nas costas dos trabalhadores, tendo os mais afetados justamente sua maioria negra, feminina e terceirizada. Setores que também são os primeiros a sofrer as consequências das reformas aprovadas por estes mesmos partidos.

Nós do Esquerda Diário prestamos toda solidariedade à servidora, mais uma atacada pela extrema direita machista. Contra o bolsonarismo e suas ameaças, a única saída é auto-organização dos trabalhadores aliados às mulheres, negros, indígenas e LGBTQIAP+.

Leia também: “Enfrentar o bolsonarismo e à direita na luta de classes”.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias