Política

Vereadora Rosa Fernandes (MDB-RJ) receberá aposentadoria de R$34 mil enquanto trabalhadores devem trabalhar até morrer

Após 7 mandatos consecutivos, e 28 anos de “serviços prestados”, a Alerj ratificou sua aposentadoria

segunda-feira 2 de março| Edição do dia

A vereadora Rosa Fernandes, do MDB do Rio de Janeiro acaba de se aposentar e receberá R$34.148,86 da Alerj, de acordo com o colunista Ancelmo Gois, em seu blog no Globo.

Política é “negócio de família para Rosa, filha de Pedro Fernandes, já falecido, que foi dez vezes deputado estadual, e mãe de Pedro Fernandes Neto, do PDT, típicos representantes do fisiologismo da política brasileira.

Este é mais um caso que escancara quão privilegiados são os políticos, verdadeiros parasitas, os mesmos que não se cansam de perseguir os direitos dos trabalhadores, impondo reforma trabalhista, reforma da previdência e tantos outros ataques.

Carreira política não deveria ser “profissão”. É necessário lutar contra os privilégios dos políticos. Todos os cargos deveriam receber o mesmo salário que uma professora e ter seus mandatos revogáveis.




Tópicos relacionados

privilégios   /    Aumento salarial políticos   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar