×

ESCÂNDALO | "Vai pra puta que o pariu", responde Bolsonaro sobre gastos com leite condensado

Durante evento fechado em uma churrascaria, Jair Bolsonaro, em um estado de completa alteração, desferiu xingamentos contra a imprensa, para o delírio dos bolsominions que lotavam o local. Infelizmente, não foi possível observar na gravação se havia a presença de latas de leite condensado para todos os convidados. Mas 7 mil latas deste doce por dia com certeza seriam suficientes para elevar os níveis de diabete de todo o planalto.

quinta-feira 28 de janeiro | Edição do dia

Durante evento fechado em uma churrascaria, Jair Bolsonaro, em um estado de completa alteração, desferiu xingamentos contra a imprensa, para o delírio dos bolsominions que lotavam o local. Infelizmente não foi possível observar na gravação a presença de latas de leite condensado para cada convidado durante o almoço.

"Quando eu vejo a imprensa me atacar, dizendo que eu comprei 2,5 milhões de latas de leite condensado (...) vai pra puta que o pariu”, gritou o descontrolado presidente, moralizado pela sua manada de gados, na qual estavam celebridades reacionárias como a dupla sertaneja Rick & Renner. Em um frenesi de completa adoração reagiram à indignação bruta de seu líder, bradando e repetindo “mito”.

Bolsonaro tem a fama de que quanto mais acuado e fragilizado, mais abre a tampa da privada que é a sua boca. Também já foi objeto de análises psicológicas sobre a fixação anal que possui, traço típico de homens inseguros com complexo de superioridade. "É pra enfiar no rabo de vocês aí da imprensa", cacarejou Bolsonaro, exaltado, xingando seus desafetos na mídia de "imprensa de merda".

Mas não foi só a imprensa interesseira e golpista, como a Globo, ou a “oposição” que adora a agenda de Paulo Guedes, que deram importância para esse completo escândalo dos gastos do Executivo com alimentos nada essenciais.

Leia mais: R$ 15 milhões do leite condensado de Bolsonaro pagaria 2 parcelas de auxílio emergencial para 25 mil pessoas

As redes sociais esculacharam com ódio e o humor mais sarcástico os gastos de Jair Bolsonaro com chicletes, bombons, e, em especial, o amado leite condensado que tornou-se um símbolo da campanha bolsonarista de 2018, com as fotos e vídeos da equipe do ex-capitão do exército tentando demonstrar uma teatral e falsa “simplicidade” do detestável presidente.

O governo Bolsonaro gastou R$ 1,8 bilhão com alimentos supérfluos. R$ 15,6 milhões só em leite condensado; pizza e refrigerante juntos, R$ 32,7 milhões; com chicletes gastou um total de R$ 2,2 milhões. Busca se defender falando que esses gastos seriam voltados para a Defesa e a Funai, em especial as “missões” do exército para “proteger” aldeias isoladas. Então, belos banquetes estariam garantidos para os militares, enquanto milhares de brasileiros perdiam suas vidas pelo descaso criminoso do governo com a pandemia.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias