UNICAMP

Úrsula Noronha, candidata a RD no Consu, repudia o evento da Unicamp com o CEO do Ifood

Em vídeo, Úrsula repudia o evento Encontro Anual Unicamp Ventures que irá acontecer no próximo dia 22 de outubro, que além de contar com várias empresa patrocinadoras, terá como atração principal o CEO do Ifood, a empresa que é símbolo da exploração da juventude.

segunda-feira 19 de outubro| Edição do dia

Foto: Divulgação

O evento que está em sua 15º edição, irá reunir os empreendedores da Unicamp e tem dentre os patrocinadores empresas de redes de ensino privado, produtores de tecnologias de comunicação, empresas como CI&T, empresa-filha da Unicamp de 1996, e que hoje é uma multinacional brasileira e o próprio grupo Movile, dona da Ifood.

Simbolizando a relação cada vez mais estreita das empresas com a Unicamp, este evento mostra qual é o projeto de universidade que está sendo levado a frente pela gestão do reitor Marcelo Knóbel, que é cada vez mais excludente e privatista para que o conhecimento produzido dentro da Unicamp esteja voltado para as empresas, como a Movile, que veem nas universidades a oportunidade de potencializarem os seus lucros exploração da classe trabalhadora, que no Brasil é majoritariamente feminina e negra.

Nos marcos da luta dos entregadores do último período contra a exploração de empresas como Ifood, a qual Knobel tem tanto orgulho de ser empresa filha da Unicamp, que em meio a pandemia ganhou lucro recordes ao custo da exploração da juventude, mostra como a uberização do trabalho no governo genocida e anti operário de Bolsonaro é de intensificar a precarização da vida de milhares de jovens e do conjunto da classe trabalhadora, como quer fazer com a reforma administrativa.

Úrsula Noronha, candidata para representante discente no Conselho Universitária (CONSU) pela chapa “Pra poder contra-atacar” e da juventude Faísca, em vídeo rechaça esse evento absurdo e faz um chamado para o conjunto dos estudantes se colocarem contra esse evento e também a todos os ataques da reitoria e do CONSU contra os aos estudantes e trabalhadores, colocando qual é o projeto de universidade que deve ser defendido.

Veja também:Pra poder contra-atacar: vote Úrsula Noronha para representação discente no Consu da Unicamp




Tópicos relacionados

ifood   /    Educação   /    Unicamp   /    Universidade

Comentários

Comentar