Política

CRISE NO GOVERNO

URGENTE: Ministro da Defesa de Bolsonaro, Azevedo e Silva, pede demissão

Fernando Azevedo e Silva anuncia saída do cargo de Ministro da Defesa do governo Bolsonaro.

segunda-feira 29 de março| Edição do dia

O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, anuncia saída do ministério da Defesa no mesmo dia da queda de Ernesto Araújo, chefe do Itamaraty.

Azevedo e Silva, além de general do exército, havia sido escolhido já em 2018, durante a transição do governo Temer para o Bolsonaro. Passou à reserva em 2018 para adentrar o governo, mas antes era chefe do Estado-Maior do exército, um dos cargos de maior prestígio. Inesperada, sua saída chama atenção. Ocorre em um momento de crises no governo e disputas com outras alas do regime golpista.

Leia mais: Saída de Ernesto Araújo: Bolsonaro nas mãos do Centrão.

Leia abaixo a íntegra do comunicado.

Nota Oficial

Agradeço ao Presidente da República, a quem dediquei total lealdade ao longo desses mais de dois anos, a oportunidade de ter servido ao País, como Ministro de Estado da Defesa.

Nesse período, preservei as Forças Armadas como instituições de Estado.

O meu reconhecimento e gratidão aos Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, e suas respectivas forças, que nunca mediram esforços para atender às necessidades e emergências da população brasileira.

Saio na certeza da missão cumprida.

Fernando Azevedo e Silva




Tópicos relacionados

Política

Comentários

Comentar