ESTADO TERRORISTA DE ISRAEL

URGENTE: Israel bombardeia edifício de escritórios de imprensa internacional em Gaza

Um prédio que abrigava mídias internacionais incluindo o jornal Al Jazeera na Faixa de Gaza foi atingido por um ataque aéreo de Israel que destruiu toda a estrutura.

sábado 15 de maio| Edição do dia

A fumaça sobe depois que um prédio que abriga edifícios residenciais, bem como os escritórios da Al Jazeera e da Associated Press, desabou após ataques aéreos israelenses [captura de tela / Al Jazeera]

Ainda não está totalmente claro se houve mortes no ataque. Uma Live do jornal Al Jazeera mostra os 11 andares do prédio, que também abrigava vários residentes e outros escritórios, caindo no chão depois de ser bombardeado com destroços voando para toda parte. O prédio também alojava o escritório The Associated Press.

Safwat Al Kahlout da Al Jazeera, correspondente de Gaza, disse que um residente recebeu uma ligação do exército de Israel anunciando o ataque cerca de uma hora antes do bombardeio. Al Kahlout, que estava no prédio no momento, disse para os seus colegas começar e pegar o máximo de coisas que pudessem, pessoais e equipamentos, especialmente as câmeras.

Depois de assistir pelo menos três mísseis aéreos atingirem o prédio, e o seu subsequente colapso, Al Kahlout disse que trabalhou no edifício por 11 anos, e muitas vezes fazia relatórios ao vivo de seu telhado. “Tenho feito a cobertura de muitos eventos deste prédio”, disse ele. “Temos muitas boas memórias com os nossos colegas”.

Este ataque grotesco do Estado de Israel ocorre quando dezenas de outras estruturas foram demolidas, às vezes após um telefonema de alerta ou “toque” de míssil, por ataques israelenses no enclave palestino.

“Agora, ninguém consegue entender o sentimento das pessoas cujas casas foram destruídas por esse tipo de ataque aéreo”, disse Al Kahlout. “É muito difícil acordar um dia e então perceber que seu escritório não está lá com todas as experiências de carreira, memórias que você teve.”

Em Gaza, pelo menos 140 pessoas foram mortas, incluindo 39 crianças e 22 mulheres, desde o início do bombardeio israelense na segunda-feira. No início do sábado, um ataque aéreo atingiu uma casa de três andares no campo de refugiados de Shati na Cidade de Gaza, matando oito crianças e duas mulheres de uma família.




Tópicos relacionados

Jornalismo   /    Exército de Israel   /    Faixa de Gaza   /    Estado de Israel   /    Conflito Palestina-Israel   /    Israel

Comentários

Comentar