UNIP inicia o segundo semestre remoto com demissões de professores e superlotação de salas online

As salas chegam a mais de 800 alunos conectados em uma mesma aula, com apenas um professor.

terça-feira 15 de setembro| Edição do dia

Após o início do segundo semestre das aulas remotas em um dos maiores monopólios de educação superior privada do Brasil, a Unip, surgiram diversas reclamações de alunos nas redes sociais à cerca da quantidade de pessoas em uma única sala.

Segundo as denúncias, uma sala de aula online de matemática chegou a mais de 600 pessoas conectadas, sob a supervisão de uma única professora.
Os internautas afirmam que isso é fruto de uma política de corte de profissionais levada à frente pela universidade, que gerou uma “tática” de colocar todos os alunos do Brasil que estão tendo determinada disciplina em apenas uma chamada.

A superlotação causou alvoroço de descontentamento por parte dos estudantes e professores, que não davam conta das demandas e que não produziam aulas de qualidade, devido a impossibilidade de uma pessoa atender, ao mesmo tempo, entre 600 e 800 alunos.




Tópicos relacionados

Unip   /    Ensino à distância   /    Educação   /    Professores

Comentários

Comentar