Política

ELEIÇÕES ESTADOS UNIDOS 2020

Trumpistas ameaçam de morte funcionário eleitoral após discursos infundados de trump

Funcionário que trabalha nas eleições, no Estado da Geórgia, teve dados pessoais divulgados na internet e vem sendo acusado nas redes sociais de esconder cédulas de votação.

sábado 7 de novembro| Edição do dia

Imagem: Agência Brasil

Em mais um capítulo das eleições dos Estados Unidos, as fake news passam a surgir como uma forma de barrar a contagem de votos. Não é segredo para ninguém que o republicano Donald Trump está insatisfeito com as parciais das eleições e com isso, está inclusive entrando com processos na Suprema Corte estadunidense para recontagem de votos.

No Estado da Geórgia, segundo informações do G1, um funcionário que trabalha nas eleições está sofrendo ameaças e teve dados pessoais publicadas na internet. Nessa sexta-feira (6 de Novembro), o funcionário precisou ser escondido devido a ameaças e vem recebendo proteção do Estado da Geórgia.

Tudo se iniciou quando um vídeo passou a circular nas redes sociais no qual o funcionário destacava um pedaço de papel. Notícias falsas começaram a circular acusando o funcionário de guardar cédulas de votação. Contudo, de acordo com o diretor da autoridade eleitoral do condado de Fulton, Richard Barron, o funcionário descartou apenas uma lista de instruções que tinha sido colocada dentro de um envelope com a cédula. Mesmo com essas fake news, a apelação de Trump junto às redes sociais e à sua base política pressionou o Estado da Geórgia a realizar a recontagem dos votos. Cabe destacar que no Estado o democrata Biden lidera com uma margem de 3 mil votos.




Tópicos relacionados

Eleições Estados Unidos 2020   /    Estados Unidos   /    Política

Comentários

Comentar