Sociedade

SAÚDE

Trabalhadores do IMESF protestam em frente a RBS em Porto Alegre

Os trabalhadores do Instituto Municipal de Estratégia de Saúde da Família se revoltaram com a cobertura tendenciosa da filiada da Rede Globo RBS, que visa defender a política de Marchezan pelas demissões e extinção desse instituto de saúde da família de atenção básica que atende as periferias.

sexta-feira 25 de setembro| Edição do dia

Os trabalhadores se reuniram e protestaram, desde a manhã dessa sexta-feira (25), em frente ao Palácio de Justiça em Porto Alegre e seguiram em caminhada pela tarde até a sede da RBS para denunciar esse veículo de mídia burguês e tendencioso. Os manifestantes entoavam: "RBS filial do Marchezan!"

Marchezan enviou cartas de demissão a mais de 1200 trabalhadores no sentido de passar a boiada na privatização de 61 postos de saúde em meio à pandemia. As trabalhadoras seguem mobilizadas e irão realizar uma plenária virtual na segunda-feira às 19h para definir os próximos passos da luta.

Uma delegação de estudantes da UFRGS do MRT e do Esquerda Diário acompanharam a caminhada para prestar solidariedade. Valéria Muller fez uma fala no sentido de unificar os diversos focos de resistência que existem em Porto Alegre, na saúde, na educação e em rodoviários. Assista ao vídeo:




Tópicos relacionados

Crise do Coronavírus   /    Privatização da Saúde   /    Coronavírus   /    Privatização   /    Sociedade   /    Economia   /    Política   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar