PROTESTO EM PORTO ALEGRE

Trabalhadores de aplicativo de corrida e rodoviários fazem ato contra Marchezan em Porto Alegre

O ato está sendo realizado contra as medidas anunciadas por Marchezan para os transportes na capital gaúcha. Os projetos serão votados na câmara municipal nesta quinta e sexta em sessões extraordinárias.

quinta-feira 30 de janeiro| Edição do dia

Desde a manhã desta quinta-feira um grupo de trabalhadores rodoviários e dezenas de trabalhadores de aplicativos de corrida como Uber, 99, Cabify e outros marcharam em direção a câmara municipal para demonstrar seu rechaço as medidas anunciadas pelo prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan do PSDB.

O prefeito enviou para a câmara de vereadores uma série de medidas dentre as quais estão a absurda extinção da obrigatoriedade de cobradores nos ônibus, pedágio urbano para carros que não pertencem ao município e uma nova taxa para os aplicativos de corrida que pode diminuir ainda mais os rendimentos dos motoristas.

Veja nesta matéria outras medidas anunciadas por Marchezan: Marchezan tenta votar extinção de cobradores em Porto Alegre novamente nessa 5ª e 6ª

Ao chegar na câmara municipal as dezenas de trabalhadores de aplicativo e rodoviários foram barrados pela segurança; as votações estão marcadas para acontecer hoje e amanhã em sessões extraordinárias.




Tópicos relacionados

rodoviários   /    Marchezan   /    rodoviários poa   /    Porto Alegre   /    Transporte

Comentários

Comentar