×

UFPE | Trabalhadores da UFPE estão em greve sanitária por tempo indeterminado

Técnico-administrativos da UFPE estão em greve sanitária desde 14 de setembro.

quinta-feira 21 de outubro | Edição do dia

Em nota publicada no site so SINTUFEPE (Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais de Pernambuco) informam: "Os Técnicos Administrativos em Educação (TAE’s) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) denunciam o caráter antidemocrático da Resolução nº 04/2021, que trata da retomada presencial das atividades administrativas e de ensino, pesquisa e extensão, aprovada no Conselho Universitário (Consuni) em sessão extraordinária realizada em 27 de agosto. (...)”

“Elaborada no âmbito do gabinete do Reitor – contando com contribuições dos Pró-Reitores – e supostamente fundamentada nas “Diretrizes para o Retorno” da UFPE, a aprovação da Resolução 04/2021 se deu de modo aligeirado, sem a devida transparência, participação dos técnico-administrativos ou oportunidade de uma discussão mais aprofundada, que permitisse a construção de um posicionamento mais representativo e consoante com as dificuldades ora enfrentadas pelo seguimento dos funcionários públicos da Universidade, negligenciado pelo atual Reitorado.”

“Fica claro o caráter discriminatório dessa Resolução: técnicos e técnicas serão os trabalhadores(as) mais afetados por quaisquer consequências de um retorno às atividades presenciais sem garantias do cumprimento dos protocolos sanitários, imprescindíveis à biossegurança no contexto da pandemia. Ademais, questiona-se a necessidade de retorno presencial, visto que, conforme rotina pactuada, os técnicos administrativos têm exercido suas funções em suas residências, atendendo às demandas presenciais sempre que necessário ou quando solicitado; ou seja, a dinâmica do trabalho remoto tem funcionado de forma produtiva desde março de 2020.”

Em assembleia e através da representação sindical, os servidores da UFPE questionam a medida autoritária por parte da Reitoria e do Conselho Universitário que aplicou a medida a toque de caixa sem amplo debate anterior com a categoria. O retorno presencial imediato foi previsto apenas para os funcionários, enquanto o ensino e atividades acadêmicas realizadas pelos docentes seguirão remotamente.

A decisão representa uma clara quebra da isonomia entre de funcionário e professores quanto ao direito de proteção e resguardo frente a pandemia da covid, antecipando o retorno exclusivo dos trabalhadores da universidade.

Os trabalhadores também denunciam que as medidas de segurança sanitária e prevenção necessárias para o retorno do trabalho presencial não estão sendo garantidas, no marco de que segue a pandemia tanto em âmbito nacional quanto internacional, ainda havendo risco de futuras novas ondas. Nem sequer itens básicos de proteção individual serão devidamente disponibilizados para esses profissionais.

Na prática é a vida e a saúde desses trabalhadores que estão sendo colocadas em risco desnecessariamente. E a forma autoritária e unilateral, sem consulta e amplo debate com a comunidade acadêmica, apenas revela o desprezo e superficialidade com que o reitor Alfredo Macedo Gomes e o conjunto do Conselho Universitário tem para com a vida desses profissionais.

Por todas estas justas razões os servidores da UFPE se recusam ao retorno normal das atividades presenciais e exigem para que haja o retorno presencial seguro as seguinte reivindicações:

1) Taxa de Vacinação com esquema vacinal completo de pelo menos 75% da população do Estado de
2) Finalização do estado de calamidade pública no Estado Pernambuco, em decorrência da pandemia por Covid-19 e suas variantes que são mais rapidamente dissemináveis.
3) Garantia das condições de biossegurança nos Campi da UFPE.

O diretor do Sintufepe, Marcus Silvestre, esclareceu também através de contato com nossa redação que, durante a greve sanitária, todas as atividades essenciais estão e seguirão sendo garantidas pelos funcionários, respeitando as características específicas de cada uma delas, mantendo como prioridade o trabalho remoto e a preservação da saúde dos trabalhadores.

O Esquerda Diário se coloca ao lado dos trabalhadores da UFPE contra o autoritarismo da reitoria e na defesa de seus direitos. Neste sentido também colocamos a disposição nossos canais multimídia a serviço de fortalecer a luta dos trabalhadores.

Link para a nota oficial do Sintufepe: https://sintufepessufpe.blogspot.com/2021/09/tecnico-administrativos-da-ufpe.html

Todos os dias, ouça a realidade contada a partir dos trabalhadores em 5 minutos!

Ouça e compartilhe o Podcast Peão 4.0!

💬 Quer denunciar? Mande seu relato para +55 11 97750-9596
E siga o Esquerda Diário nas redes e plataformas de streaming!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias