Mundo Operário

GREVE MERCEDES CAMPINAS

Trabalhadores da Mercedes em Campinas entram em greve, Marcello Pablito expressa toda solidariedade

terça-feira 20 de outubro| Edição do dia

Na última quinta-feira, dia 15/10, os trabalhadores da Mercedes-Benz de Campinas entraram em greve junto ao Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas. Os trabalhadores rechaçam a medida da empresa de retirar uma cláusula que garante estabilidade até aposentadoria para os trabalhadores adoecidos em decorrência das condições de trabalho, isso valendo para os contratados a partir de 2021. Por outro lado, os trabalhadores reivindicam o reajuste salarial, o qual a Mercedes decidiu congelar para arrochar os salários em plena pandemia, isto é, um duro ataque às condições de vidas destes trabalhadores.

Marcello Pablito, dirigente do MRT, que também compõe a Bancada Revolucionária dos Trabalhadores para vereança de São Paulo, expressa em vídeo toda solidariedade à greve da Mercedes, veja:

O Esquerda Diário apoia fortemente a greve, pois é uma das estratégias históricas de luta da classe trabalhadora para conquista de direitos, que os empresários, como os da Mercedes querem sacar com uma canetada autoritária. E, sobretudo, diante do governo anti-operário de Bolsonaro, no qual foi aprovada a reforma da previdência de ajustes responsáveis por explorar ainda mais os trabalhadores e precarizar a vida dos mais pobres, uma gestão marcada pela MP 936 que aplicou uma verdadeira reforma trabalhista durante a pandemia por meio da suspensão de milhares de contratos de trabalho pelo país, toda manifestação de greve significa uma forte resistência aos ataques de Bolsonaro e Guedes e que a classe trabalhadora segue em luta mesmo em cenários de forte desemprego e precarização como este vigente, não abrindo mão de seus direitos a favor dos lucros capitalistas.




Tópicos relacionados

Campinas   /    Greve   /    Campinas   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar