×

Greve | Trabalhadores da Graúna entram em greve após empresa não negociar reajuste salarial

Os trabalhadores da empresa Graúna em São José dos Campos, que fabrica peças de avião para a Embraer, estão a seis meses sem receber o vale-alimentação e com o FGTS atrasado. Além disso, a empresa se nega a negociar um aumento condizente com a inflação e a renovação de todos os direitos previstos no acordo coletivo.

segunda-feira 25 de outubro | Edição do dia

Trabalhadores em frente à fábrica - Foto: Roosevelt Cássio

Os metalúrgicos entraram em greve nesta sexta-feira (22) por tempo indeterminado, depois da intransigência da empresa em negociar o aumento e a manutenção dos direitos desses trabalhadores. A Graúna propõe um aumento de 6,5%, um valor que não repõe a inflação do período, que foi de 10,42%, entre setembro de 2020 e agosto de 2021. A empresa também não garante os direitos já acordados anteriormente e há seis meses não paga o vale-alimentação dos trabalhadores e nem deposita o FGTS dos mesmos.

O alerta de greve foi dado na quarta-feira (20), com paralisação de advertência e um prazo de 48 horas para que a empresa avançasse nas negociações, a empresa não se manifestou nesse tempo, por isso os trabalhadores entraram em greve.

Precisamos cercar de solidariedade a luta desses trabalhadores, que assim como toda a nossa classe estão vendo seu trabalho valer cada vez menos, enquanto os preços dos alimentos aumentam cada dia mais, com o aumento da fome e desemprego no país não podemos aceitar que a nossa classe pague pela crise criada pelos capitalistas! Se tudo aumenta mensalmente, então os salários também precisam aumentar de acordo com a inflação!

Leia Também: É urgente um plano de luta contra a fome e o desemprego




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias