×

CSN | Trabalhadores da CSN chamam um ato nacional em apoio a sua luta nessa segunda, veja o boletim

A Comissão dos Trabalhadores da CSN divulgou um boletim sobre sua luta e convocando um Ato Nacional nessa segunda-feira as 17hs na Praça Juarez Antunes em Volta Redonda, na frente do acesso princpial da Usina Presidente Vargas. O Esquerda Diário estará presente e está à disposição dos trabalhadores da CSN para divulgar sua luta, denúncias contra a patronal autoritária e exploradora e outras iniciativas que fortaleçam essa importante luta que pode ser um grande exemplo nacional. Reproduzimos abaixo na íntegra o documento da comissão e sua carta aberta à população.

sábado 16 de abril | Edição do dia

Boletim da Comissão dos Trabalhadores da CSN

Luta dos trabalhadores e trabalhadoras da CSN entra na terceira semana fortalecida e enfrentando intransigência

Nascido do chão da fábrica, o movimento dos operários e operárias da usina entra em sua terceira semana, demonstrando força apesar da intransigência e agressividade da CSN. Abandonados e traídos pelo sindicato, uma Comissão de Base democraticamente respaldada pelo conjunto da categoria coordena o movimento e mantém erguida a pauta de reivindicações:

-Reintegração imediata dos demitidos

- Reposição salarial de 25%, mais aumento real

- PLR de 25% dos dividendos

- Cartão alimentação de R$800,00

- Plano de saúde nacional.

CSN afronta MPT, demite, pune e assedia centenas de trabalhadores

Após tomar conhecimento de dezenas de demissões promovidas pela CSN, o Ministério Público do Trabalho (MPT), recomendou a reintegração dos trabalhadores, o fim das demissões e perseguições, além do comprometimento público da empresa de que os dispensados seriam reintegrados. Mesmo assim, a direção da CSN continuou com sua política autoritária e desrespeitosa.

A CSN pensa que é dona do mundo. Só a luta pode arrancar vitórias e promover a transformação!

ATO NACIONAL: Segunda 18/4, concentração a partir das 14h e ato às 17h na Praça Juarez Antunes

Todos trabalhadores estão convocados a comparecer na Praça Juarez Antunes, na segunda-feira (18), a partir das 17h para ouvir do estágio de nossa luta e negociação com a CSN.

Informamos aos companheiros e companheiras que ATO NACIONAL ocorrerá nesse dia com a presença de vários apoiadores de entidades que virão em nossa solidariedade.

A concentração será a partir das 14h com ATO às 17h. Aguardamos toda categoria!
Carta Aberta a População

Metalúrgicos denunciam covardia da CSN, que após bater o recorde lucro de mais de 13 bilhões de reais, não paga PLR e salário digno, ainda demite trabalhadores

A privatização da CSN que foi uma grande “promessa” de salários do primeiro mundo e que tornariam os trabalhadores donos da empresa, acabou se revelando uma GRANDE MENTIRA. Foi uma VERDADEIRA FARSA criada pelos dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos e da empresa na época (1992/1993). Os metalúrgicos da CSN, além de perder todos seus direitos e conquistas sociais, garantidos na época da empresa estatal, de lá para cá, amargam um ENORME ARROCHO SALARIAL, atualmente, sendo considerado uma das categorias com mais baixo salário em todo país.

Em contrapartidas os lucros da CSN só vem crescendo a cada ano, o seu patrimônio sendo triplicado, e inclusive adquirindo várias empresas pelo Brasil e mundo afora.

Em 2021 o lucro da CSN foi ainda maior ultrapassando R$13 bilhões

Nesse período, em contrapartida, os salários ficaram ainda mais DEFASADOS – nos anos de 2020 e 2021 não houve nenhum reajuste salarial. A CSN retirou o Plano de Saúde Bradesco, com abrangência nacional, para um outro plano que nem de longe atende à família metalúrgica, com cobertura regional.

Foi criado e imposto aos trabalhadores da empresa um BANCO DE HORAS e as horas extras deixaram de ser bonificadas, sendo pagas após 12 meses. Isso sem falar do golpe orquestrado pela diretoria pelega de nosso sindicato, como a reimplantação do turno de 8hs.

A CSN fechou o recreio dos trabalhadores, clube tradicional de lazer e recreação dos metalúrgicos e seus familiares e também tiraram de funcionamento o posto de puericultura.

Um conjunto de COVARDIAS está prejudicando não somente os trabalhadores da CSN, mas também a toda cidade. Por isso, a importância de poder contar com o apoio de todos e todas nessa luta.

Este ano, sem ter o sindicato como aliado, foi decisão dos trabalhadores e trabalhadoras no chão da fábrica, reagir e não se curvar a toda exploração que a CSN vem realizando ao longo dos anos. E lutar pela reconquista da dignidade e o que é de direito de cada um de seus funcionários.

Nesta luta, o apoio tem vindo dos companheiros da “Oposição Metalúrgica” e de sindicatos distribuídos por todo país. E infelizmente, a atual diretoria do sindicato não conseguindo mais enganar e esconder que sempre esteve do lado do patrão, TRAIU a todos metalúrgicos e a toda cidade.

Portanto: “Vamos entrar na terceira semana de luta pela dignidade do trabalhador e trabalhadora, enfrentando a intransigência e perseguição brutal, que sem o menor escrúpulo ou compromisso com a atual situação da população do país, vem punindo com DEMISSÃO DE VÁRIOS TRABALHADORES E PAÍS DE FAMILIA. “

Chega de tanta covardia! Chega de tanta humilhação! Vamos exigir nossos direitos e a reintegração imediata de todos os demitidos! Pedimos o apoio e a participação de todos nessa luta que é de todos e todas nós.

Participe do ato de solidariedade aos trabalhadores de aço que será nessa segunda-feira (18), a partir das 14h na Praça Juarez Antunes

Confirmada a presença do Bispo Luís Henrique e de vários outras referência de luta nacionais que estarão presentes para fortalecer o movimento. Venha você também participar!

Crédito da foto que ilustra a matéria: Paulo Dimas




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias