×

Greve de ferroviários em SP | Todo apoio à forte e legítima greve dos ferroviários da CPTM contra os ataques de Dória!

Ferroviários das linhas 11, 12 e 13 estão em greve desde as 0h, em defesa do reajuste salarial que já tinha sido determinado pelo TRT, mas que a CPTM se recusa a pagar. Todo apoio a essa forte e legitima greve dos ferroviários, que não pararam de trabalhar um dia sequer durante a pandemia, chegando a perder colegas de trabalho, ao mesmo tempo que Dória e Baldy seguiram mantendo os transportes superlotados de trabalhadores.

terça-feira 24 de agosto | Edição do dia

EDSON LOPES JR./R7

Ferroviários das linhas 11, 12 e 13 da CPTM decidiram em assembleia entrar em greve a partir da 0h desta terça-feira (24/08). De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores das Empresas Ferroviárias da Zona Central do Brasil, são aproximadamente 2.500 trabalhadores paralisados.

Veja mais: Ferroviários da CPTM entram em greve nesta terça (24) contra a precarização de Doria

A decisão de paralisar ocorreu após uma tentativa de conciliação realizada em uma audiência no Tribunal Regional do Trabalho, em São Paulo, que não teve êxito durante a tarde de ontem (terça, 23).

Veja também: Greve dos ferroviários conquista pagamento da PR, é preciso defender o transporte público de qualidade

O reajuste salarial solicitado e autorizado pelo TRT-2 (Tribunal Regional do Trabalho 2ª Região) de São Paulo é de 3,63% para o exercício de 2020/2021 e de 6,36% para 2021/2022. O TRT paulista já havia determinado que a companhia aplicasse o reajuste salarial. A CPTM recorreu ao TST (Tribunal Superior do Trabalho) indo contra a promessa do secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, que prometeu que não iria recorrer a decisões judiciais sobre a campanha salarial da categoria, mas mentiu e recorreu ao TST, mostrando como não devemos confiar nas palavras dos agentes do governo Dória, que querem avançar nas privatizações e ataques contra a classe trabalhadora.

Baldy, que é mais um braço direito de Dória para atacar esses trabalhadores, além de não cumprir com suas próprias palavras, se junta com a mídia burguesa para jogar os ferroviários em greve contra a população, dizendo que a greve prejudica os trabalhadores que precisam do transporte para ir trabalhar. Mas a verdade é que os ferroviários colocaram suas vidas em risco ao não terem paralisando em nenhum momento durante a pandemia, sendo linha de frente e garantindo que milhares de trabalhadores pudessem ir trabalhar e não perder seus empregos, inclusive garantindo a circulação de outros trabalhadores essenciais no combate a pandemia.

Pode te interessar: Blindando governo tucano, grande mídia ataca ferroviários pela greve da CPTM

Dória e Baldy querem que esses ferroviários sigam trabalhando em situações precárias, não pagando o justo reajuste salarial desses trabalhadores, e inclusive a CPTM vem divulgando faixas salarias mentirosas, dizendo que os ferroviários recebem R$6.500,00. A justiça determinou que as linhas em greve da CPTM deveriam funcionar hoje com 70% de funcionários nos horários de pico e 50% nos demais horários, determinação essa que fere o direito se greve dos trabalhadores mostrando seu caráter patronal novamente.

A grande verdade é que quem ataca a classe trabalhadora e a população não são os ferroviários em greve, mas sim Baldy e João Dória, que durante toda a pandemia fizeram um discurso hipócrita de defesa do isolamento, mas seguiram mantendo trens e metrôs superlotados de trabalhadores, que não podiam fazer isolamento porque não podiam perder seus empregos, já que Dória nunca garantiu a proibição das demissões, pois quer garantir os lucros dos patrões e dos capitalistas, além não ter garantido testes massivos, vacina para todos e outras medidas necessárias para combater a pandemia.

Dória, Baldy e a mídia burguesa estão se lixando para a vida dos trabalhadores ferroviários que não pararam de trabalhar um dia sequer durante a pandemia e perderam dezenas de colegas de trabalho que morreram em decorrência da contaminação.

Pode te interessar: Ferroviário da CPTM: "Vocês do Esquerda Diário vieram divulgar nossa luta sem pedir nada em troca"

Mesmo que tentem jogar a população contra os trabalhadores dos transportes que lutam por seus direitos, o que vemos nas redes sociais, em entrevistas e nas ruas é que a população apoia a greve, pois entendem a situação calamitosa que vive esses trabalhadores e que vem sendo linha de frente durante toda a pandemia.

Veja também: [VÍDEO] Usuário do transporte dá apoio à greve da Carris e humilha Melo ao vivo na RBS




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias