Toda solidariedade à co-vereadora Carolina Iara do PSOL. Exigimos investigação e respostas já!

Carolina Iara, co-vereadora do PSOL pela Bancada Feminista em São Paulo, foi vítima de um atentado na madrugada desta quarta-feira (27).

quarta-feira 27 de janeiro| Edição do dia

Carolina Iara, co-vereadora do PSOL pela Bancada Feminista em São Paulo, foi vítima de um atentado na madrugada desta quarta-feira (27). Dois tiros foram disparados contra sua casa, um dos projéteis ficou alojado nas paredes e outro no muro.

Toda minha solidariedade à Carolina Iara da @bfeministapsol que sofreu um atentado em sua casa deram dois tiros. Carolina está bem mas exigimos respostas e investigação já. Basta de violência contra as mulheres e LGBTs! O Pão e Rosas está a postos pra essa luta.
— Diana Assunção (@DianaAssuncaoED) January 27, 2021

As câmeras de segurança registraram um carro branco, com vidros escuros, parados em frente a casa por aproximadamente 3 minutos, entre às 2h07 e 2h10. Os vizinhos confirmam terem ouvido os sons dos disparos nesse horário. A co-vereadora estava em casa junto com sua mãe e irmão no momento do atentado, nenhum dos três foi atingido.

“Não recebi nenhuma ameaça direta desde as eleições, mas creio que se trata de um crime político, de ódio, porque defendo as pautas LGBTQ+. Sou uma autoridade pública, uma parlamentar eleita e a polícia precisa investigar. Não pode haver outra Marielle”, declarou Carolina.

Toda solidariedade à co-vereadora Carolina Iara. Exigimos uma investigação séria e respostas para esse ataque inaceitável. Basta de violência contra as mulheres, negros e LGBTs.




Comentários

Comentar