×
Rede Internacional

DENÚNCIA OPERÁRIA | Terceirizados de ONGs do Rio protestam contra atraso de salário

Nesta semana, trabalhadores terceirizados das ONGs que prestam serviço para a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos da prefeitura do Rio de Janeiro fizeram protesto contra o atraso de salários.

terça-feira 2 de março | Edição do dia

Foto: Divulgação

Os trabalhadores, que trabalham nas ONGs CIEDS (Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável), ECOS (Espaço, Cidadania e Oportunidades Sociais) e OPJ (Obra De Promoção Dos Jovens), protestam contra a falta de salários que já dura dois meses.

Além de exigirem seu salário em dia, os trabalhadores denunciam que, em meio a pandemia que se agrava com número recordes de infectados e mortes, não tem acesso a equipamento de segurança suficiente em seus postos de trabalho.

Nesse cenário, os trabalhadores não tiveram nenhuma resposta clara da prefeitura de Rio quanto a essa situação de descaso. Essa quadro que já era alarmante antes da pandemia, com a gestão de Crivella, se aprofundou ainda mais pandemia e agora pelas mão de Eduardo Paes.

Paes, em pouco mais de dois meses de gestão acumula ataque aos trabalhadores, como fez com os trabalhadores da Rio Saúde, cancelando seus planos de saúde sem aviso prévio em meio de uma crise sanitária, ou deixando trabalhadores da saúde sem comida e atendimento médico.

Agora, Eduardo Paes, assim como Bolsonaro, tenta colocar uma divisão entre a economia e a vida da população pra poder avançar com os ataques, como faz agora com a Reforma da Previdência no município, atacando os servidores municipais enquanto protege o empresariado, escancarando que não podemos confiar em nenhuma ala desse regime político golpista que quer descarregar a crise nas costas da classe trabalhadora.

Atualização: Após a publicação dessa nota recebemos a informação dos próprios trabalhadores que os trabalhadores terceirizados foram recebidos pela prefeitura e foi prometido colocar os pagamentos dos sálarios em dia até o dia 10 de março.
Nós do Esquerda Diário esperamos que a situação venha se regularizar conforme o prometido e nos colocamos inteiramente a disposição da luta destes trabalhadores pois sabemos que o descaso com a saúde pública é muito maior mais ainda em uma pandemia onde os trabalhadores da linha de frente estão expostos diariamente.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias