×

Campinas | Terceirizadas das escolas de Campinas fazem novo ato pelo pagamento integral dos salários

Para as trabalhadoras terceirizadas da limpeza das escolas municipais de Campinas, hoje (14/02) foi mais um dia de luta, reivindicando o pagamento integral para todas as trabalhadoras, de seus salários e benefícios atrasados, como o VR, VA e VT.

segunda-feira 14 de fevereiro | Edição do dia

Está mobilização, composta em sua maioria por mulheres negras e mães solos, teve início dia 09/02, devido ao atraso de quase uma semana de seus salários. Após pressão das trabalhadoras, a empresa Especialy Terceirização, realizou uma promessa de pagamento. Todavia, ainda hoje, há cerca de 10 terceirizadas sem seus salários, algumas tiveram o pagamento parcial do VT, referente a semana, e outras ainda não receberam o benefício. Essa grande desorganização nos pagamentos e a falta de holerites, gera uma dificuldade de compreender o que está sendo pago. Essa movimentação, por parte da empresa, demonstra uma busca por uma ruptura na força que a mobilização estava levantando, como relatado por uma trabalhadora, "não adianta eles pagarem a semana só pra gente calar a boca, a gente não vai ficar quieto".

A cada dia que passa se torna mais evidente a incapacidade da empresa de lidar com suas aproximadamente 700 trabalhadoras contratadas. As terceirizadas relatam que nos últimos quatro meses estão tendo diversos atrasos de seus benefícios, além do não pagamento de seus FGTS e salário família.

A prefeitura de Dário também é responsável, pois, ao mesmo tempo que tem contrato milionário com a Especialy, deixa as trabalhadoras à mercê de uma empresa caloteira, que nem se propõe a participar da reunião que foi chamada para hoje. A prefeitura paga cerca de 3,5 mil reais para cada funcionária, esse valor não está sendo repassado e nem condiz com o valor dos salários. Além de relatarem a falta de EPIs e materiais/produtos de limpeza de qualidade, insegurança alimentar e falta de direitos. Consequências da crise e da precarização dos trabalhadores do governo Bolsonaro e Mourão.

Diante dessa realidade, retomamos a necessidade de efetivação sem necessidade de concurso de todas as trabalhadoras terceirizadas e fazemos um chamado às organizações de esquerda e centrais sindicais para se solidarizar e impulsionar essa luta, colocando suas forças à disposição dessas mulheres, exigindo o pagamento integral para todas as trabalhadoras.

Leia Também: "Todos os sindicatos e organizações de esquerda deveriam apoiar a luta de vocês" diz Flávia Telles

Veja vídeo da Faísca Anticapitalista e Revolucionária direto do ato:




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias