Mundo Operário

CONTRA O FECHAMENTO DA LG

Terceirizadas da LG mantém greve por direitos e empregos e efetivas voltam a greve

Trabalhadoras da LG voltam à greve contra o fechamento da LG e terceirizadas de fábricas fornecedoras Bluetech, Suntech e 3C votam pela continuidade da greve.

segunda-feira 26 de abril| Edição do dia

As trabalhadoras terceirizadas estão em greve desde o dia 06, desde que a LG anunciou que não produzirá mais celulares no Brasil e ameaçou a demissão de pelo menos 1000 trabalhadores. Apenas em 2020, a multinacional lucrou mais de 1 bilhão de reais.

Hoje, dia 26, votaram em Assembleia pela continuidade da greve na luta pelos seus direitos e as trabalhadoras diretas da LG decidiram também pela retomada da greve.

Veja também: Carta das trabalhadoras terceirizadas para as trabalhadoras diretas da LG.

As trabalhadoras estavam divididas entre as três fornecedoras terceirizadas (Bluetech, Suntech e 3C) e as trabalhadoras diretas da LG, mas as demissões atingem tanto as terceirizadas quanto as efetivas. Por isso, é necessário a união entre as direções dos sindicatos para que lutem juntos contra o fechamento da fábrica.

Leia também: É possível lutar contra o fechamento da LG e todas as demissões unificando os trabalhadores




Tópicos relacionados

LG   /    Grande São Paulo   /    Demissões   /    Greve   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar