Política

JUDICIÁRIO

TSE revoga inelegibilidade de Lindbergh Farias (PT-RJ)

O candidato a vereador havia tido sua candidatura cassada em um movimento autoritário da Promotoria Eleitoral do Rio de Janeiro, em outubro.

sexta-feira 18 de dezembro de 2020| Edição do dia

(Foto: Jonas Pereira/Agência Senado)

Lindbergh Farias foi o candidato a vereador mais votado do PT carioca, e o nono mais votado da cidade, tendo sido eleito com mais de 24 mil votos.

No TSE, os ministros entenderam que não houve enriquecimento ilícito por parte do ex-senador, e portanto não caberia a punição de inelegibilidade. Apenas Edson Fachin teve um entendimento contrário.

Leia mais: Em decisão arbitrária, candidatura de Lindbergh Farias (PT) é cassada

Mesmo sem dar nenhum apoio político a Lindbergh ou ao PT, que foram parte importante dos governos Paes e Cabral e possuem histórico de alianças com Crivella no estado, denunciamos o movimento autoritário do judiciário de restringir o direito da população decidir em quem votar, como fizeram com Lula em 2018




Tópicos relacionados

TSE   /    "Partido Judiciário"   /    PT   /    Poder Judiciário   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar