×

Divulgação de segredo | TSE envia notícia-crime ao STF para investigar Bolsonaro e Filipe Barros (PSL)

Os ministros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) enviaram ao STF hoje, segunda-feira (9), uma notícia-crime pedindo que Bolsonaro, o deputado federal de direita Filipe Barros e um delegado da PF, sejam investigados por divulgação de documentos sigilosos. Bolsonaro divulgou dados de inquérito da PF sobre ataque hacker que o TSE sofreu em 2018.

segunda-feira 9 de agosto | Edição do dia

Na semana passada, o presidente Bolsonaro compartilhou em suas redes sociais dados acerca da investigação que a Polícia Federal estava fazendo a fim de justificar a suposta fraude nas eleições em 2018.

Segundo ministros do TSE, o delegado da PF levantou o sigilo de forma indevida e compartilhou com Bolsonaro e Filipe Barros, deputado que leva a frente a PEC 135/2019 (a do voto impresso).

O texto divulgado pelo tribunal diz:Há indícios, portanto, de que informações e dados sigilosos e reservados do Tribunal Superior Eleitoral tenham sido divulgados, sem justa causa, inicialmente pelo Delegado de PolíciaFederal, e, na sequência, pelo Deputado Federal Felipe Barros e pelo Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro”.

Ainda segundo os ministros, esse crime pode se correlacionar com outro inquérito no qual Bolsonaro também é alvo, o das fake news.

A divulgação feita por Bolsonaro foi pelo Twitter e, na ocasião, disse que “o sistema eleitoral brasileiro foi invadido e, portanto, é violável”. Mas não apresentou provas.

Essa denúncia ocorre em meio à escalada de atritos entre Bolsonaro e o STF. Com ameaças golpistas e um desfile militar milionário marcado para o mesmo dia da votação da PEC do voto impresso amanhã, 10, essa nova denúncia se soma aos embates entre os poderes. Válido lembrar que o poder judiciário, com STF a frente, foi peça fundamental para a aprovação do golpe institucional de 2016 e a manipulação das eleições em 2018 que, retirando o principal candidato à época, permitiu a eleição do próprio Bolsonaro.

Veja mais sobre o voto impresso no ED Comenta de hoje:




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias