Mundo Operário

PORTO ALEGRE

Suspenso por 90 dias aviso prévio das demissões dos trabalhadores do IMESF em Porto Alegre

Desde o dia 14 os trabalhadores da saúde estão em greve em Porto Alegre. E ontem (15), foi divulgada a decisão liminar do TRT de suspender por 90 dias o aviso prévio de demissão enviado para os trabalhadores do IMESF.

sexta-feira 16 de outubro| Edição do dia

Foto: Giulia Cassol/Sul21

Há mais de um ano que os trabalhadores do IMESF sofrem com a ofensiva de Marchezan, com ajuda do STF, para fechar o Instituto e demitir todos os trabalhadores da saúde. Desde então, os trabalhadores da saúde vem demonstrando importantes atos de resistência a esse ataque.

Nessa semana, os trabalhadores da saúde realizaram uma greve de três dias na cidade, do dia 14 de outubro até hoje, dia 16. Em meio a greve ocorreram assembleias e atos dos trabalhadores pela cidade.

A novidade é que ontem (15) saiu uma decisão pelo TRT suspendendo o aviso prévio aos trabalhadores por 90 dias. Ou seja, Marchezan não poderá demitir os trabalhadores até dia 4 de dezembro.

A luta incansável contra Marchezan e a resistência dos trabalhadores do IMESF por mais de um ano teve importante influência para as demissões ainda não terem se efetivado.

Contudo, a luta continua, pois o aviso prévio está apenas suspenso e não podemos depositar confiança na mesma justiça que permite ataques aos trabalhadores, demissões em meio a pandemia e inclusive permitiu o decreto de fechamento do IMESF em Porto Alegre.




Tópicos relacionados

Crise na Saúde   /    trabalhadores da saúde   /    IMESF   /    Marchezan   /    Porto Alegre   /    Saúde   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar