×

Contaminação da água | Substâncias nocivas à saúde foram detectadas na água que abastece Campinas e região

Pesquisa da UNICAMP revela grandes concentrações de substância que aumenta o risco de câncer na água que abastece as cidades da região de Campinas e Piracicaba.

segunda-feira 9 de agosto | Edição do dia

Imagem: Edvaldo Alves

A coleta de amostras foi realizada em 2019 nas cidades de Americana, Campinas, Cosmopólis, Hortolândia, Indaiatuba, Jaguariúna, Monte Mor, Paulínia, Santa Bárbara d’Oeste, Sumaré, Valinhos e Vinhedo.

A pesquisa da UNICAMP, primeira no Brasil a estudar compostos da classe das nitrosaminas presentes na água, revela que em 89% das amostras da água que abastece aquelas cidades existem grandes concentrações de NDMA (N-nitrosodimetilamina), substância que aumenta o risco de câncer.

O principal contaminante encontrado é formado após o processo de cloração, uma das etapas do tratamento da água. Nesse sentido, a pesquisa pioneira da UNICAMP aponta a necessidade de mudanças no processo de tratamento da água, uma vez que o consumo diário e contínuo da água contaminada com essa classe de substâncias gera riscos à saúde da população.

Pode te interessar:
Quem são os capitalistas que querem lucrar com a sua água vendendo a CEDAE?

Segundo Cassiana Montagner, uma das pesquisadoras responsáveis pelo estudo, “o nosso consumo mudou, e o tratamento continua o mesmo na maioria das cidades brasileiras. Portanto, não é suficiente para remover os contaminantes que chegam aos nossos rios".

A SANASA, empresa responsável pelo abastecimento de água na região, alega que os níveis da substância detectada estariam dentro do padrão estabelecido pelo Ministério da Saúde. A declaração da empresa, que tem em sua composição o capital privado, sintetiza o que significa submeter um serviço tão essencial como o tratamento e abastecimento de água para a população aos interesses privados, ou seja, significa colocar o lucro acima da saúde da população.

Veja também:
Bolsonaro, Guedes e banqueiros avançam nas privatizações. Por um plano de lutas já!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias