×

Denúncia operária | "Somos obrigadas usar a mesma máscara por 7 dias" diz trabalhadora do CAISM-UNICAMP

O Esquerda Diário já noticiou diversas vezes o descaso com os trabalhadores da saúde, efetivos e terceirizados, desde o início da pandemia, e agora recebemos mais essa denúncia de uma trabalhadora do Caism, o Hospital da Mulher, que fica na Unicamp.

segunda-feira 20 de setembro | Edição do dia

A trabalhadora relata que por ordem da chefia do hospital os móveis da área de descanso dos trabalhadores terceirizados do hospital foram movidos para o lado de fora, expondo os trabalhadores ao sol e a chuva, além da proximidade com o descarte de materiais infectados. Além disso ela também relata que ela e suas colegas de trabalho estão sendo obrigadas pela empresa a utilizar a mesma máscara por sete dias.

Reproduzimos a denúncia:

"Nossas poltronas de descanso foram colocadas do lado de fora do prédio, tomando sol, chuva. A mesa que usávamos pra comer no refeitório foi retirada da sala onde ficava. A gente não almoçava no refeitório, então almoçávamos lá, e agora colocaram próximo a panos de chão que usamos pra limpar o hospital todo, tudo infectado. Também tem que nós da limpeza estamos sendo obrigadas a usar apenas uma máscara por sete dias. Acho que compraram muitas dessas e agora não querem nos dar as descartáveis comuns, aí temos que usar a mesma máscara por uma semana, isso é um absurdo, o correto usar a descartável a cada 4 horas e aí trocar, mas estão nos obrigando a isso aí"

Nós do Esquerda Diário já divulgamos outros relatos da situação dos terceirizados na Unicamp que mostram a precarização do trabalho de mulheres que também estão na linha de frente em meio a pandemia, com um serviço essencial para garantir o funcionamento do hospital.

Chamamos todas as organizações de esquerda e o Sindicato dos trabalhadores da Unicamp que se mobilizem ativamente para combater a precarização que ameaça a vida dos trabalhadores terceirizados. E que isso possa ser parte da luta contra a imposição do retorno presencial da Reitoria feita sem nenhuma consulta à comunidade acadêmica.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias