×

Na Câmara dos Vereadores | Show de horror bolsonarista em Porto Alegre tem nazismo, racismo e mordida de antivax

A direita bolsonarista de Porto Alegre protagonizou um show de horrores difícil de encontrar igual. Em votação sobre o passaporte vacinal, cartazes com suástica nazista, quebra-pau com vereadores, ofensas racistas e até mordida de antivax interromperam a sessão da câmara dos vereadores. Veja fotos e vídeos ao final da matéria.

quarta-feira 20 de outubro | Edição do dia

A câmara dos vereadores de Porto Alegre se reuniu nessa quarta-feira para debater o passaporte vacinal na cidade, medida que obriga carteirinha de vacinação para entrada em alguns estabelecimentos. O público contrário ao passaporte, notoriamente bolsonarista, vestindo verde e amarelo, estava carregando cartazes com suástica nazista. O presidente da Câmara dos Vereadores, Idenir Cechim, pediu que fossem retiradas as pessoas que portavam os cartazes nazistas, que de pronto protestaram.

Cabe notar fato contraditório que os bolsonaristas nazistas puderam entrar livremente no plenário da Câmara com cartazes de suásticas e apologia ao nazismo, enquanto trabalhadores rodoviários e estudantes foram reiteradamente barrados na rua quando foram votar a privatização da Carris ou a extinção dos cobradores. A casa é do povo, mas parece que alguns são mais povo que outros…

Após o pedido de retirada dos cartazes, os bolsonazistas se negaram a sair. Na semana passada já havia ocorrido briga após outro bolsonazista ter se negado a colocar a máscara dentro da câmara. Mas dessa vez a situação foi além. Os bolsonazistas agrediram vereadores e Claudio Janta, vereador de direita do Solidariedade, foi literalmente mordido por um dos integrantes antivax (“antivacina”). Comportamento canino se expressa, além de na lealdade ao dono em Brasília, também na raiva contra a vacina.

Uma bolsonarista proferiu ofensa racista asquerosa contra uma vereadora do PCdoB, Bruna Rodrigues. Em dado momento, a bolsonarista branca disse que era “povo”, ergueu o dedo contra Bruna, que é negra, e disse que ela era sua empregada, em claro ataque racista. Ofensas racistas como essa são criminosas e inaceitáveis. Toda a nossa solidariedade à Bruna. Veja o vídeo ao final.

Depois da mordida do antivax, da ofensa racista asquerosa e dos cartazes nazistas, veio a vez da Ku Klux Klan. Segundo outro vereador, do PT, um dos integrantes do grupo antivax era o responsável por ter se vestido de Ku Klux Klan, grupo supremacista branco dos EUA, em um ato no Parcão. Lembre do caso aqui: Ato bolsonarista no RS tem homem vestido de Ku Klux Klan falando que “vai acabar com o comunismo”. O vídeo em que o homem aparece pode ser visto ao final da matéria.

A direita bolsonarista mostra seu lado mais grotesco em situações desse tipo, onde o negacionismo, o racismo, o nazismo e a raiva canina formam um combo de podridão de extrema-direita cujo lugar só pode ser na lata de lixo da história.

Veja fotos abaixo:

Vídeo da bolsonarista racista atacando uma vereadora abaixo:

Veja o bolsonarista que se vestiu de Ku Klux Klan abaixo:

Veja vídeo do vereador Matheus Gomes com um cartaz com a suástica abaixo:




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias