×

Precarização do funcionalismo | Servidores do Inep pedem demissão por sofrerem assédio moral do MEC de Milton Ribeiro

Em menos de um mês para o Enem, 33 servidores do Inep, instituto responsável pela elaboração da prova, pedem demissão por motivos de abuso moral.

segunda-feira 8 de novembro | Edição do dia

Nesta segunda (08), Trinta e três funcionários do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pelo o ENEM, pediram exoneração dos cargos que ocupavam. A prova será realizada nos dias 21 e 28 de novembro, daqui a menos de duas semanas.

No pedido de dispensa encaminhado à diretoria do Inep, os servidores justificam a saída pela “fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima” do órgão. Também mencionam episódios de assédio moral, expostos em uma assembleia realizada na quinta-feira (4).

A demissão em massa no Inep acontece dias após o pedido de exoneração de dois coordenadores ligados à realização do Enem. Um deles não declarou o motivo de sua demissão, e o outro informou se tratar por motivos pessoais.

A demissão massiva desses servidores mostra todo o descaso e precarização que os trabalhadores do funcionalismo vem sofrendo ao longo dos anos no regime golpista e sob o Governo Bolsonaro. A Educação já vem sofrendo inúmeros ataques também com os cortes e o desmonte, e com o MEC sob controle do reacionário pastos e militar, ministro Milton Ribeiro isso veio se aprofundando cada vez mais, e as cobranças e assédios que fazem para a preparação do Enem, que nada mais é que um filtro social, elitista e racista que exclui os pobres e filhos da classe trabalhadora das universidades.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias