×

Solidariedade Operária | Servidores Municipais de SP em luta contra Sampraprev 2 votam apoio à greve na GM

Nesta quarta-feira (13), milhares de servidores municipais de São Paulo paralisaram suas atividades e se concentraram em frente a Câmara Municipal de São Paulo para manifestarem-se contra o Sampraprev 2, um novo ataque de Ricardo Nunes à aposentadoria dos servidores. Em meio a manifestação, os trabalhadores fizeram uma assembleia onde aprovaram apoio a greve dos trabalhadores da GM, apoio a luta contra a Reforma Administrativa dos servidores estaduais e nova paralisação para dia 20/10.

quinta-feira 14 de outubro | Edição do dia

Mais de 10 mil servidores ocuparam as ruas na tarde dessa quarta-feira (13) em defesa de suas aposentadorias, contra o SampraPrev 2. Este projeto que busca avançar em ataques que foram impedidos pela ampla mobilização dos servidores em 2018, agora retorna com Ricardo Nunes se provando como um herdeiro dos ataques de seu antecessor Bruno Covas (PSDB) aos servidores municipais e à população, e como indubitavelmente está ao lado de Doria e Bolsonaro também no que diz respeito a fazer com que nós paguemos por essa crise.

A ampla mobilização dos servidores foi um importante ponto que mostra a disposição dessas trabalhadoras e trabalhadores contra um ataque que coloca em jogo o futuro dessa categoria. Nunes quer agora confiscar parte das aposentadorias dos próprios aposentados! Cobrando 14% de alíquota, para aqueles que recebem acima de um salário mínimo, além de aumentar o tempo de contribuição para o funcionalismo e golpear em cheio as e os trabalhadores da educação que na prática terão de trabalhar 7 anos a mais do que já trabalham hoje.

Saiba mais: Para derrotar o SAMPAPREV 2 contar com a força da nossa luta em unidade com o funcionalismo

Foi aprovada um novo dia de paralisação e assembleia no dia 20/10, embora o PLO já possa ser votado nessa quarta. Mas um ponto de destaque foi a aprovação por ampla maioria a solidariedade aos trabalhadores da GM, assim como apoio aos servidores estaduais que estão enfrentando a Reforma Administrativa de Dória.

Essas votações de solidariedade e apoio as lutas em curso, como os servidores estaduais e também os operários da GM, são fundamentais para fortalecer a unidade das fileiras da nossa classe para lutarmos contra o nosso inimigo comum como Bolsonaro, Mourão, mas também Ricardo Nunes,Dória e todos os partidos capitalistas que buscam descarregar a crise nas costas do povo trabalhador, com o aumento dos preços dos combustíveis, da carestia de vida, a violência policial e o desemprego que atinge milhões de brasileiros.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias