×

CPI Covid | Senadores ampliam a lista de indiciados na CPI da Covid, são 79 indiciados e duas empresas

Renan Calheiros (MDB-AL) acrescentou no relatório final da CPI da Covid, a pedido de aliados, o general e ministro da defesa Walter Braga Neto, o governador do Amazonas Wilson Lima bem como o ex-secretário da saúde do estado Marcellus Campêlo. O total são 81 indiciados entre os quais duas empresas, a VTC Operadora Logística LTDA e a Precisa Comercialização de Medicamentos. Depois de Bolsonaro o indiciado com maior número de acusações é o ex-ministro da saúde general Eduardo Pazzuelo.

terça-feira 26 de outubro | Edição do dia

Os senadores que para descarregar a crise sobre os trabalhadores estão aliados a Bolsonaro e a Paulo Guedes, junto com governadores e prefeitos e ao Congresso Nacional, nem sequer citaram o ministro da economia. Os senadores se apresentam no entanto como oposição ao governo Bolsonaro, no que diz respeito ao combate à pandemia, como se o combate à pandemia não tivesse ligação alguma com a política econômica do governo.

A CPI, no fim das contas, cumpre o papel de sustentar o regime político que descarregou a crise e a pandemia sobre a classe trabalhadora e a população pobre gerando mais de 600 mil mortos. Pois chamou a atenção de todo o país em longos processos e depoimentos para tentam canalizar todo o descontentamento para uma Comissão Parlamentar de Inquérito que termina com 81 indiciados mas não garante nenhuma punição de fato pelos crimes que cometeram. Nenhuma confiança nesses senadores e em nenhuma instituição desse regime podre. Contra Bolsonaro e todo o regime político, é preciso confiar somente na força da luta unificada da classe trabalhadora.

Leia também: O grande circo da CPI que durou 6 meses vota relatório final nesta terça




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias