×

Crise da Covid | Sem uma política efetiva de combate, novo pico de mortes de idosos no Rio é confirmado

Foram 848 o número de pessoas acima de 80 anos internadas em uma semana no Estado, com 175 mortos, segundo a Fiocruz. São Paulo está no mesmo caminho. 

terça-feira 17 de agosto | Edição do dia

A variante Delta, segundo a UFRJ, já é responsável por 56,6% dos casos – dos sequenciados geneticamente, o que leva o prefeito Eduardo Paes (PSD) a dizer que o Rio é o epicentro da variante Delta no país. A sua alta transmissibilidade em algum nível tem influência no número de infecções e mortes elevadas entre idosos, contudo, não é o fator principal.

Sem uma medida séria de combate à pandemia, desde o começo, e com medidas restritivas irrisórias, além do atraso na vacinação, são elementos importantes para entender essa guinada da variante Delta no Estado, e também em São Paulo. O fato é que as medidas restritivas não aconteceram e em São Paulo, por exemplo, já há volta às aulas, além de em ambos os Estados estarem com ônibus e metrôs sempre cheios levando a classe trabalhadora para seus trabalhos, submetendo-a ao vírus e à contaminação de familiares. Pois para esses governos não é a vida dos trabalhadores o que importa, mas sim o lucro dos empresários.

O aumento no número de infecções levou a secretaria municipal de Saúde do Rio a reabrir 60 leitos, além de considerar dar uma terceira dose para os idosos, contudo essas medidas não são o suficiente sem uma política de contenção, com escolas e trabalhos abertos, lotações lotadas fazendo com que os trabalhadores estejam sempre expostos à variante Delta e a outras que surgirem.

Enquanto Rio é epicentro da Delta, Castor quer aulas presenciais

Países pobres sofrem com novas variantes e falta de vacinas. Quebra das patentes já!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias