×
Rede Internacional

ATAQUE À PALESTINA | Segundo Netanyahu, prédio de agência de notícia bombardeado em gaza era um "alvo legítimo"

Em entrevista à uma emissora dos EUA nesse domingo, o primeiro-ministro tentou justificar o ataque. A ofensiva de Israel já deixou quase 200 mortos em uma semana.

segunda-feira 17 de maio | Edição do dia

Foto: Mahmud Hams/AFP

Após bombardear um prédio que abrigava mídias internacionais incluindo o jornal Al Jazeera na Faixa de Gaza, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu afirmou neste domingo que o prédio era um "alvo perfeitamente legítimo".

Entenda o ataque de Israel à Palestina com o ED Comenta, novo programa do Esquerdá Diário com o ponto de vista da classe trabalhadora em 2 minutos:

Em entrevista à CBS, emissora estadunidense, o primeiro-ministro defendeu o ataque e utilizou como álibe a acusação de que o prédio era sede de "organização terrorista".

O edifício era sede de agências de notícias como Associate Press e Al Jazeera e já foi o 3°prédio deste tipo em Gaza bombardeado pelo Estado de Israel.

Veja também: Israel mata 42 palestinos no bombardeio mais mortal de Gaza

Desde o começo da ofensiva de ataques aéreos de Israel contra a Palestina, o Estado já deixou quase 200 mortos, entre eles mais de 50 crianças, segundo agências de notícias e entidades médicas, uma verdadeira carnificina contra o povo palestino.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias