×

REPRESSÃO POLICIAL | Secretários do governo do PSB/PCdoB monitoravam câmeras no momento da repressão em Recife

Apesar do governo de Paulo Câmara (PSB) ter determinado apuração das responsabilidades na repressão ao ato contra Bolsonaro, a cúpula da segurança do governo estava monitorando passo a passo, com câmeras espalhadas pelo centro da cidade, a ação da PM. Repressão deixou duas pessoas sem visão de um olho, pelo menos quatro presos, dois presos com inquérito policial e uma brutal agressão à vereadora do PT.

segunda-feira 31 de maio | Edição do dia

Souza/Photopress/Estadão Conteúdo

Em vídeo publicado pela própria Secretaria de Defesa Social -> https://www1.folha.uol.com.br/poder/2021/05/cupula-da-seguranca-de-pernambuco-monitorava-cameras-no-momento-de-acao-da-pm-em-protesto.shtml] numa rede social, é possível ver o titular da pasta, Antônio Pádua, e o secretário-executivo, Humberto Freire, monitorando o Centro Integrado de Comando e Controle Regional. Neste momento, os secretários acompanhavam em tempo real todas as câmeras do estado, incluindo as instaladas no centro de Recife.

Perto das 12h, o Choque começou a atirar contra os manifestantes. Duas pessoas, entre elas um trabalhador que sequer participava da manifestação contra Bolsonaro, foram alvejados no olho e nesse momento encontram-se no hospital com alta possibilidade de terem perdido a visão.

- Leia mais: Trabalhador deve perder a visão após repressão da polícia de Paulo Câmara no ato em Recife

Às 12h34, o secretário apareceu nas imagens ao vivo de uma emissora de televisão ao lado das telas de monitoramento. O próprio secretário de justiça de Pernambuco, Pedro Eurico, afirmou em entrevista hoje (31) que “nós [o governo] acompanhamos a operação desde a praça do Derby [concentração do ato]”.

Ou seja, o governo cria a narrativa de que a repressão foi feita por fora do controle do governo do estado, mas setores da cúpula do governo afirmam que vinham monitorando tudo. Essa narrativa do PSB e do PCdoB serve para tentarem tirarem o corpo fora da responsabilidade de tamanha brutalidade policial. Evidentemente a polícia é infestada do começo ao fim por setores de extrema-direita, mas tirar a responsabilidade do governo do estado pela repressão é absurdo.

- Leia mais: Afroito, artista de Recife, é preso em manifestação do 29M. Exigimos sua libertação imediata!

Luciana Santos, vice-governadora e do PCdoB, afirmou que a ação “não foi autorizada pelo governo do estado”, mas até agora o governo foi incapaz de apontar o responsável pela pela ordem do ataque brutal.

É preciso repudiar essa ação violenta do governo do PSB e do PCdoB contra manifestantes que lutavam contra a política assassina do governo Bolsonaro que já ceifou a vida de mais de 460 mil pessoas. Também é necessário exigir a imediata liberdade dos lutadores presos, o que o governo do PSB e PCdoB até o momento vem se silenciando.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias