Sociedade

ATO REACIONÁRIO E NEGACIONISTA

Secretário da assassina PM do RJ participou do ato reacionário e negacionista de Bolsonaro

Fardado e sem máscara, o secretário da Polícia Militar do RJ, responsável por comandar operações e comandos que assassinam pobres, negros e favelados, coronel Rogério Figueredo participou do ato negacionista e reacionário que aconteceu no último domingo (23/05) na capital fluminense

quarta-feira 26 de maio| Edição do dia

Foto: Arquivo pessoal

O Secretário da Polícia Miliar do Rio de Janeiro coronel Rogério Figueredo, participou do ato reacionário e negacionista realizado no último domingo, em apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Sem máscara e fardado, Figueredo posou para foto ao lado de Bolsonaro.

Enquanto ocorria o ato reacionário houve panelaços pedindo a saída de Bolsonaro da presidência, um governo responsável pelas mais de 450 mil mortes no país por conta de todo o seu negacionismo e descaso com a vida dos trabalhadores, que levou a vermos expressões suas dizendo que o vírus era somente uma "gripezinha" assim como a forma absurda que lida com a pandemia não fornecendo testes, leitos e hospitais, e vacinas para toda a população, alegando não haver verbas enquanto ocorrem estrondosos aumentos de salários para o próprio Bolsonaro e aliados.




Tópicos relacionados

BolsonaroGenocida   /    Fora Bolsonaro, Mourão e os golpistas   /    Bolsonaro   /    Família Bolsonaro   /    Repressão policial   /    Racismo Policial   /    Pandemia   /    Fora Bolsonaro, Mourão e os militares   /    Estado Policial   /    Militares na política   /    Governo Bolsonaro   /    Desmilitarização   /    Jair Bolsonaro   /    Rio de Janeiro   /    Sociedade   /    Violência policial

Comentários

Comentar