×

São Paulo tem 1ª morte por Covid por falta de leitos, Covas é responsável

Paciente tinha 22 anos e estava internado em unidade de saúde na zona leste da capital.

quinta-feira 18 de março | Edição do dia

Foto: VIOLETA SANTOS MOURA/REUTERS

Na manhã desta quinta-feira (18), foi divulgado pelo Prefeito Bruno Covas (PSDB), a primeira morte de paciente com Covid na fila de espera por um leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no município.

O óbito ocorreu na Pronto Atendimento II do Hospital São Mateus, na zona leste da capital, a vítima era um jovem de 22 anos, que deu entrada no dia 11 de março na unidade de saúde, e entrou na fila de espera na Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (CROSS) no dia 12 de março, o mesmo dia do seu óbito.

Leia mais: Metrô de São Paulo enfrenta superlotação no dia seguinte a recorde de mortes por covid

O estado de São Paulo já possui 90% dos leitos de UTI ocupados. O total de pessoas internadas no estado chegou na última terça-feira (16) já era de 24,9 mil, fruto da gestão Doria.

Covas ainda anunciou antecipação de feriados e medidas mais duras de restrição de pessoas. Entretanto, pouco fez para o avanço da pandemia, em vez de garantir testes, leitos e respiradores, atacou os trabalhadores com Sampaprev e com a manutenção das aulas presenciais nas escolas municipais por semanas neste início de ano.

EDITORIAL: Brasil agoniza nas UTIs lotadas e pela fome: a resposta não é esperar 2022




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias