Sociedade

LUTA DE CLASSES

São Paulo amanhece com barricadas em várias regiões por auxílio emergencial e vacinação

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, MTST, trancou diversas vias em São Paulo e em toda a região metropolitana nessa manhã. A miséria se espalha como rastilho de pólvora com a desastrosa política genocida de Bolsonaro e Doria na pandemia. O povo trabalhador exige auxílio emergencial já e vacina para todos.

sexta-feira 19 de fevereiro| Edição do dia

O Esquerda Diário se coloca a disposição dessa luta. Para avançarmos por mais é preciso uma grande frente única dos trabalhadores que supere a paralisia das centrais sindicais como CUT e CTB e a estratégia eleitoral da esquerda petista ou por impeachment, o que colocaria o General Mourão como presidente. É preciso uma grande unidade nacional de trabalhadores para lutar contra todo o regime do golpe institucional impondo pela luta que sejamos nós e não os capitalistas e seus políticos a decidir os rumos do país.

Reproduzimos a seguir a publicação e as imagens da página do MTST no facebook.

São Paulo amanhece em luta pelo Auxílio Emergencial!

Agora, manhã de 19 de fevereiro, a Frente POVO SEM MEDO está em diversos pontos da cidade de São Paulo e da região Metropolitana, Norte, Leste, Sul e Grande ABC, exigindo que o governo Bolsonaro retome um Auxílio Emergencial que assegure condições de vida para milhões de brasileiros que se encontram em vulnerabilidade social.
.
Vivemos um cenário de guerra: milhares de mortos de um lado, devido à pandemia, e milhões de famintos do outro. Chega de negacionismo obtuso e que leva à fome e invisibilidade!
.
Nas ruas permaneceremos! É pela vida das pessoas!

#AuxilioEmergencialJá #PovoSemMedo #SãoPaulo
#PagaLogoBolsonaro
#VacinaParaTodosJá 









Tópicos relacionados

Miséria capitalista   /    Vacinação   /    Auxílio emergencial   /    Luta de Classes   /    Que os capitalistas paguem pela crise!   /    Frente Única Operária   /    MTST   /    Sociedade   /    Centrais Sindicais   /    Economia   /    Política   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar