QUEIMADAS

Salles vai a clube de tiro em plena segunda-feira enquanto combate a queimadas não avança

O ministro do Meio Ambiento, Ricardo Salles, passou parte da tarde desta segunda-feira, 5, em um clube de tiro de Brasília, enquanto a sua agenda oficial, publicada pelo ministério, registrava que ele tinha “atividades remotas”.

terça-feira 6 de outubro| Edição do dia

Foto: Marcos Corrêa/PR.

Salles chegou ao clube de tiro por volta das 15 horas e lá permaneceu até as 17 horas, acompanhado de algumas pessoas.

Questionado sobre o fato de ter ido praticar tiros em horário em que sua agenda oficial informa estar em trabalho, o ministro afirmou que estava em horário de almoço. “Eu fui, em minha hora de almoço, e retornei ao Ministério do Meio Ambiente em seguida”, disse ao Estadão. “Estava (lá) mesmo e, em seguida, voltei ao Ministério do Meio Ambiente e fiquei lá trabalhando até as 20h30”.

A agenda do ministro não incluía nenhum compromisso após as 17 horas. Indagado se costuma frequentar clubes de tiro, Salles afirmou apenas que “às vezes” vai a esses locais e, com mais frequência, em Brasília.

Enquanto isso, o combate aos focos de incêndio não avança. Na sexta-feira (2) foram indicados 122 focos de incêndio no Pantanal, as queimadas em curso são as maiores dos últimos 23 anos. Setembro foi o mês com maior número de focos desde 1998.

Em apenas nove meses, o Pantanal também bateu o recorde anual em focos de calor. A maior planície úmida do mundo apresentou a sétima alta mensal consecutiva e bateu o recorde do registro histórico para setembro, com 8.106 focos de calor, alta de 180% em relação ao mesmo mês do ano anterior, que teve 2.887 focos.

Fazendo jus à fala do ministro na reunião ministerial de 22 de abril, em que falou em “ir passando a boiada” sobre leis ambientais e proteção à natureza, o governo Bolsonaro, com Ricardo Salles, vêm beneficiando o agronegócio e os lucros dos grandes empresários enquanto destroem a natureza do país e as terras indígenas.

Com informações do jornal O Estado de S. Paulo.




Tópicos relacionados

Queimada   /    PANTANAL    /    Ricardo Salles   /    Ministério do Meio Ambiente   /    Jair Bolsonaro   /    Meio Ambiente

Comentários

Comentar