×

Fundo de R$ 5,7 bi | Sabe o veto do Fundão que Bolsonaro prometeu? Mentira! Ele disse que manterá R$ 4 bilhões

Diferentemente do que havia prometido, Bolsonaro afirmou, na manhã dessa segunda-feira, que pretende manter o Fundão Eleitoral em R$ 4 bilhões. Prometeu cortar R$ 2 bi do total de R$ 5,7 bilhões aprovado no Congresso.

segunda-feira 26 de julho | Edição do dia

No gabinete 2.0 de Bolsonaro, o maldito cercadinho do Planalto, o presidente afirmou ao séquito de fiéis que vai vetar apenas parcialmente o fundão bilionário para as campanhas eleitorais de 2022.

A cena é risível, pois um dos seguidores grita “parabéns ao presidente por vetar R$ 6 bilhões do fundão”, seguido de urras e bateção de cascos, no que Bolsonaro responde: “Deixar claro uma coisa. Vai ser vetado o excesso do que a lei garante”. Um dos fiéis pergunta algo incompreensível no que Bolsonaro responde “Quase R$ 4 bilhões do fundo. O extra de 2 bilhões vai ser vetado. Se eu vetar o que tá na lei eu to em curso de crime de responsabilidade. Espero não apanhar do pessoal aí como sempre”. Daí ele segue dando a entender que se ele vetar tudo, sofrerá impeachment.

No vídeo, que pode ser visto aqui, não é possível observar o rosto da meia dúzia de gatos pingados, mas é possível imaginá-los sorrindo por qualquer coisa que o presidente falar.

- Leia mais: Ciro Nogueira na Casa Civil e o alto preço que Bolsonaro paga em busca de sustentação

Há muitos dias o presidente vem falando a torto e a direito que vetará o famigerado fundão. Acalmou as hordas bolsonaristas das redes sociais, jogou para a torcida, e agora veio com essa do “extra” de R$ 2 bi. Em outra entrevista, para a rádio Itatiaia, o capitão disse que a lei prevê correção do fundão de acordo com a inflação e que por isso “eu tenho que cumprir a lei”. Ou seja, que seria obrigado a aprovar um fundão mais volumoso do que antes. O único problema é que o aumento para R$ 5,7 bi quase triplicou o fundão em comparação ao anterior, montante um “pouco” maior do que a inflação.

Mas vindo de quem soma 4 negativo com 5 positivo e acha que o resultado é 9, não é possível esperar muito. O que sabemos é que, apesar das dificuldades aritméticas, Bolsonaro não pode atacar o fundão porque senão ataca o centrão. Entre o fundão e o centrão, Bolsonaro fica com os dois. E quem paga a conta disso tudo é a maioria da população.

Veja mais sobre o Fundão Eleitoral aqui:




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias