Política

ELEIÇÕES SÃO PAULO

"Russomanno é deplorável, inimigo da classe trabalhadora", diz Letícia Parks

Publicamos depoimento de Letícia Parks, membra da pré-candidatura coletiva da Bancada Revolucionária de Trabalhadores para vereador em SP, sobre o candidato à Prefeitura de São Paulo Celso Russomano.

sexta-feira 25 de setembro| Edição do dia

"O que esperar de um candidato à Prefeitura de São Paulo como Russomano? Que menospreza os trabalhadores e se orgulha disso, como pudemos ver, por mais uma vez, essa semana quando ele novamente humilhou trabalhadores de caixa de supermercado? É um candidato deplorável e inimigo da classe trabalhadora.

Recentemente anunciou que sua campanha terá como eixo "Deus, pátria e família" para logo dialogar com a base mais de extrema-direita e obscurantista do presidente Bolsonaro na cidade (e é o possível candidato do presidente em São Paulo), mostrando o caminho que deseja seguir se eleito. Amigo do bilionário Edir Macedo, da rede Record de televisão e da Igreja Universal, Russomano tem grandes aliados no que existe de mais podre no universo conservador ligados à política, e todos usando covardemente a fé das pessoas para enriquecer seus bolsos. E são esses tipos de usurpadores da população que costumam ser os coordenadores de suas sujas campanhas.

Seu partido, Republicanos, é o mesmo partido das "rachadinhas" do Flávio Bolsonaro. Partido este abertamente reacionário, machista, homofóbico, apoiador do golpe institucional de 2016, base aliada de governos desastrosos como o de Temer e, mesmo agora, o de Bolsonaro. Apoiador de medidas que destroem todo e qualquer direito dos trabalhadores, como a reforma trabalhista e da previdência, e medidas que dificultaram o acesso do desempregado ao seguro desemprego. Sem contar que se opôs veementemente contra a redução das tarifas de ônibus, exalta repressão policial contra os moradores da Cracolândia, é citado no relatório da "máfia das merendas", acusado de agredir uma funcionária do Instituto do Coração (Incor), entre outra barbaridades.

Os trabalhadores, as mulheres, os negros, os LGBTs e todo o povo podre devem repudiar veementemente candidatos à Prefeitura como Russomano. Enfrentar a extrema-direita e Bolsonaro, deve ser parte de uma mesma batalha contra Mourão e os militares, enfrentando o conjunto desse reacionarismo que quer avançar contra os direitos e vidas dos trabalhadores, não se contentando com os milhões que já conquistaram em cima da fé. É contra esse político machista, anti-operário, provável candidato de Bolsonaro em São Paulo, que convido todos a conhecer uma alternativa que responda a altura essa política reacionária de Russomano, uma pré-candidatura para vereador em São Paulo, que é a Bancada Revolucionária de Trabalhadores, a qual faço parte junto a Diana Assunção e Marcello Pablito"




Tópicos relacionados

Eleições 2020   /    MRT   /    Candidatos MRT   /    São Paulo (capital)   /    Política

Comentários

Comentar