Sociedade

STF

Rosa Weber recua em decisão absurda e concede habeas corpus a jovem acusado de furtar dois shampoos

O Judiciário elitista condenou Robson Drago em primeira instância a 3 anos, 6 meses e 20 dias de prisão em regime fechado por roubar dois shampoos de R$10.

quarta-feira 25 de novembro de 2020| Edição do dia

A ministra Rosa Weber, do STF (Supremo Tribunal Federal), recuou da decisão absurda que havia tomado em julho e concedeu habeas corpus ao jovem que furtou dois frascos de shampoos de um supermercado da cidade de Barra Bonita em SP, para revogar a prisão preventiva do acusado.

A situação foi dada como crime e na época o caso ganhou repercussão pela banalidade da situação. Ela determinou que a pena seja substituída por medidas cautelares. Para a ministra que senta em uma das cadeiras do Supremo Tribunal Federal, onde ganha super salário e não foi eleita pela população - assim como todos ali - Robson Drago cometeu um crime em roubar o valor total de R$20 em mercadoria, enquanto políticos seguem no governo mesmo depois de escândalos de corrupção.

Pode interessar: Abraço entre Bolsonaro e Dias Toffoli representa pacto para atacar trabalhadores.

Robson Drago foi condenado em primeira instância a 3 anos, 6 meses e 20 dias de prisão em regime fechado. Seu recolhimento já tinha sido confirmado também pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) antes de o caso chegar ao STF.

Tal decisão, mesmo que sem prisão preventiva, demonstra mais uma vez a serviço de que e quem está esse judiciário golpista, que pune crimes que demonstram cada vez mais a miséria imposta pelo sistema capitalista, lotando cadeias com pessoas que muitas vezes não tiveram nem mesmo direito a julgamento. Esse é também o mesmo judiciário que prendeu Rafael Braga em 2013 por portar dois frascos de produto de limpeza.

Veja aqui: 5 exemplos de que o judiciário brasileiro é machista, racista e autoritário.




Tópicos relacionados

Golpistas   /    STJ   /    Rosa Weber   /    Trabalhadores   /    Rafael Braga   /    STF   /    Sociedade

Comentários

Comentar