×

Governo Bolsonaro | Ricardo Barros é investigado pelo Coaf por corrupção, lavagem de dinheiro... a lista é longa

Investigações sobre o líder do governo Bolsonaro na Câmara envolvem também formação de quadrilha e fraude, além do escandaloso caso de corrupção nas compras de vacina enquanto mais de 250 mil famílias perdiam entes queridos pela covid.

terça-feira 31 de agosto | Edição do dia

O relatório do Coaf aponta também para movimentações que não estão de acordo com o patrimônio declarado pelo deputado federal do PP-PR. Alguma surpresa? Só no mês de março, Barros transferiu 418 mil reais entre suas contas, valor que equivale a 94% de todo o patrimônio declarado pelo líder de Bolsonaro na Câmara. Os valores movimentados estariam ‘apenas’ mais de 169 mil reais acima da capacidade financeira do deputado.

O Coaf que investiga lavagem de dinheiro (além de outros crimes) do Barros relata que o movimento de quase meio milhão de reais em apenas um mês foi para 13 pessoas físicas e 24 empresas das quais o amigo de Bolsonaro é sócio.

Não é nenhuma novidade que Bolsonaro, sua família e amigos como Barros estão até os dentes atolados em casos de corrupção, de lavagem de dinheiro, de fraude, de laranjas, de rachadinhas e inclusive o escândalo do pedido de propina de 1 dólar por vacina da Astrazeneca que chegaria a um total de 400 milhões de dólares só em propina, enquanto o Brasil já contava com mais de 250 mil mortos por covid.

Relembre: BOMBA: Governo Bolsonaro pediu propina de U$ 1 a dose, afirma vendedor da Astrazeneca

Ao mesmo tempo os trabalhadores não podem confiar na justiça burguesa como é o caso da CPI da Covid que não passa de um circo promovido pelo STF enquanto este junto a Bolsonaro e o regime de conjunto se aliam para atacar os direitos dos trabalhadores, passarem reformas e privatizações que jogam a classe trabalhadora e a juventude cada vez mais na miséria enquanto os burgueses sejam do agronegócio ou dos bancos não cansam de quebrarem recordes de lucros. Os trabalhadores, os setores oprimidos da população e a juventude só podem confiar na sua própria força organizada para combater a corrupção e os ataques do governo.

Veja também: 7 de setembro: enfrentar Bolsonaro, os ataques e a medida ditatorial de Dória nas ruas




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias