×

UFRGS | Repúdio dos estudantes de psicologia à visita do bolsonarista Milton Ribeiro à UFRGS

Por meio desta nota, nós, enquanto estudantes de diversos semestres do curso de Psicologia da UFRGS, repudiamos a presença do Ministro da Educação Milton Ribeiro na inauguração do novo prédio de Ciências Básicas da Saúde (ICBS), ao lado do prédio do Instituto de Psicologia, no campus da saúde da UFRGS, nesta segunda-feira, dia 21 de fevereiro.

Gabriela MuellerEstudante de Psicologia UFRGS

Matheus FolettoEstudante de Psicologia UFRGS

sexta-feira 4 de fevereiro | Edição do dia

Foto: Reprodução UFRGS

O atual Ministro, além de ser um representante do governo bolsonarista que realizou, nos últimos anos, cortes históricos de verbas para as universidades federais, é também um defensor do sucateamento e elitização da educação no Brasil. Tendo feito várias acusações revoltantes, como nos momentos em que fez defesa de que a universidade "deveria ser para poucos" ou de que crianças com deficiência deveriam ser separadas das demais no seu processo educacional. Através de suas declarações, Milton Ribeiro se mostra um inimigo da educação no Brasil, principalmente da educação pública, inclusiva e representativa.

Os problemas atuais da UFRGS são resultado da política de Bulhões que escolhe aplicar os cortes de verbas sobre os estudantes e trabalhadores, com falta de estrutura nos campi, falta de condições de permanência, expulsão de cotistas e demissão de terceirizados. Esse projeto privatista, ainda que tenha sido aprofundado com a pandemia, já vinha sendo aplicado por gestões anteriores, como nas de Rui Oppermann, que indeferiu inúmeros cotistas em 2017. Através da sustentação autoritária do interventor Carlos André Bulhões como reitor da UFRGS, o governo bolsonarista representado por Milton Ribeiro vem se esforçando destruir as universidade públicas, cortando ainda mais da educação, expulsando cotistas através de desligamentos e restrições a auxílios para estudantes na UFRGS.

Por esses motivos, nós repudiamos a presença de Milton Ribeiro na inauguração do novo prédio do Campus Saúde que, tendo sido iniciada antes do desgoverno das autoridades aqui citadas, evidencia uma tentativa demagógica por parte do governo federal de fingir que reverencia a UFRGS, enquanto na verdade trabalha arduamente para precarizar, sucatear e elitizar a universidade, que faz parte do avanço de um projeto privatista de país. Para enfrentar isso, os estudantes e trabalhadores precisam tomar os rumos da universidade para si, processo que o DCE, DAs/CAs e sindicatos podem cumprir um papel importante convocando o conjunto da comunidade universitária a organizar-se em assembleias de curso e locais de trabalho, discutindo um projeto de universidade pública à serviço dos interesses dos trabalhadores e estudantes.

Assinam essa nota:

Matheus Foletto
Gabriela Mueller
Isabelle Justiniano
Samuel Rosa
Gabriele Becker Dewes
Bárbara Molina
Isabela Niederauer Soares
Aline Conceição
Diogo Duarte Ibrahim
Tayse Eduarda de Mattos
Gabriel Albano de Campos
Sofia Silva
Walquíria Victória Marschner
Nathali Bastiel
Carolina Remussi
Maria Eduarda Fuhr
Carolina Remussi




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias