Juventude

UFRN

Reitoria da UFRN quer usar férias estudantis para aumentar preço das refeições do RU

Em plenas férias acadêmicas, a reitoria da UFRN está propondo votar no CONSAD o aumento no valor das refeições do Restaurante Universitário. Uma mostra do seu caráter profundamente anti-democrático e elitista, ameaça a permanência sobretudo dos estudantes trabalhadores e mais pobres, às vésperas do feriado natalino.

quarta-feira 18 de dezembro de 2019| Edição do dia

O Restaurante Universitário da UFRN é conhecido por ser um dos mais caros do país. Hoje cobra R$ 7,00 para qualquer usuário, a não ser os bolsistas, que ou são isentos, ou pagam um valor de R$ 3,00. A proposta que será votada amanhã, 19, no CONSAD, é de aumentar para R$8,00 e R$4,00 para bolsistas.

Desde que o restaurante voltou de uma reforma de 4 meses, apenas os estudantes isentos estão tendo acesso à comida.

Nos últimos meses, os estudantes sofreram com diversos atrasos no pagamento dos auxílios alimentação, que estavam sendo oferecidos em função da reforma no Restaurante Universitário, e até hoje a situação não foi completamente regularizada, mesmo após a reabertura do restaurante agora em outubro.

Ao mesmo tempo em que o Restaurante voltava a funcionar, a reitoria também abriu um refeitório para servir alimentos, recontratando menos terceirizados que haviam demitido por conta da reforma, e que agora irão se dividir entre os dois ambientes de trabalho.

É portanto cada vez mais drástica a situação desse restaurante, da alimentação do estudantes e das condições de trabalho dos terceirizados, que nas funções de manutenção tem literalmente segurado a universidade nas costas, enquanto recebendo os piores salários e condições de trabalho.

Medidas como essas são inaceitáveis, pois são a via de transmissão direta dos ataques de Bolsonaro e de Weintraub para a realidade dos estudantes e trabalhadores da UFRN. Por isso é fundamental a presença de cada estudante às 13:30h na reitoria da UFRN para mostrar o repúdio dos estudantes ao caráter antidemocrático desse conselho, dessa reitoria, e dessa reunião.

É fundamental exigir do CONSAD e da Reitoria a abertura das contas da UFRN, pois é com base nelas que estão justificando que serão os estudantes e funcionários a pagarem pela crise, para que então sejam estes os que decidam como enfrentaremos a crise na universidade, em um espaço de deliberação próprio, auto-organizado, proporcional e soberano.




Tópicos relacionados

UFRN   /    Permanência Estudantil   /    Natal   /    Rio Grande do Norte   /    Juventude

Comentários

Comentar