×
Rede Internacional

FRAUDE NA VACINA | Queiroga se reuniu com Barros e representante da CanSino para lucrarem com a vacina

A reunião foi em abril, e em junho Ministério já comemorava em nota aquisição de 60 milhões de doses compradas mais caras do amigo de Ricardo Barros.

terça-feira 29 de junho | Edição do dia

A empresa Belcher Farmacêutica do Brasil até então era a representante do laboratório Chinês CanSino no Brasil. Ela já havia sido investigada no ano passado por superfaturamento de testes rápidos de Covid, e pertence ao filho de Chiquinho Ribeiro, amigo de Ricardo Barros.

Menos de dois meses após a reunião, era confirmada a compra de 60 milhões de doses por um valor acima do preço. A Argentina comprou menos de 6 milhões de doses por US$14, e para o Brasil custaria US$17 a dose.

Contudo, a Anvisa encerrou ontem (28) o processo que pedia uso emergencial temporário da Convidencia. No dia 17 de junho a CanSino informou à Anvisa que nem a Belcher e nem o Instituto Brazil S.A estavam mais autorizadas a representar a CanSino no Brasil. Devido à perda de legitimidade da empresa, foi unânime a resposta ao processo.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias