Sociedade

EDUCAÇÃO

Projeto de internet grátis para alunos e professores é vetado integralmente por Bolsonaro

Bolsonaro veta integralmente o Projeto de Lei 3477 de 2020 que previa 3,5 bilhões para estados e municípios garantirem internet e tablets para alunos e professores do ensino básico na rede pública.

sexta-feira 19 de março| Edição do dia

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O projeto havia sido aprovado na Câmara dos deputados em dezembro de 2020 e no Senado em fevereiro desse ano. A justificativa de Bolsonaro, em despacho publicado na manhã dessa sexta-feira (19) no Diário Oficial da União, foi de que a "medida encontra óbice jurídico por não apresentar a estimativa do respectivo impacto orçamentário e financeiro, e aumenta a alta rigidez do orçamento, o que dificulta o cumprimento da meta fiscal e da Regra de Ouro".

Em outras palavras, o projeto foi vetado para garantir a chamada “responsabilidade fiscal”. Dinheiro para banqueiro e empresário sempre vai ter, aliás a “responsabilidade fiscal” é com um fluxo de dinheiro público para os capitalistas e não com a educação.




Tópicos relacionados

Coronavírus e Educação   /    Responsabilidade fiscal   /    Miséria capitalista   /    Não ao pagamento da dívida pública!   /    Crise na Educação   /    Que os capitalistas paguem pela crise!   /    Dívida pública   /    Sociedade   /    Educação   /    Economia   /    Política

Comentários

Comentar