×

Aumento do preço dos combustíveis | Projeto de ICMS de Bolsonaro: tenta esconder que política privatista é uma das responsáveis pelo preço dos combustíveis

A cada momento Bolsonaro busca um culpado para o aumento dos combustíveis, que não seja a sua política privatista e lambe-botas do imperialismo. Sua proposta de ICMS ao Senado, promete em claro tom eleitoral, algo que é totalmente demagógico.

segunda-feira 13 de junho | Edição do dia
Foto: Agência Brasil

Desta vez queremos denunciar a hipocrisia descarada do presidente quando diz que o aumento da gasolina e do diesel é resultado da guerra na Ucrânia. Ainda que a alta das commodities tenha relação clara. Jair Bolsonaro busca, com essa afirmação feita hoje (13) em uma entrevista para a CBN de Recife, buscar uma diminuição das tensões no palácio do Planalto referente ao aumento constante dos combustíveis. Na mesma entrevista relata que medidas foram apresentadas com uma estimativa de queda de preço da gasolina em até R$2 e do diesel em R$1.

Claramente, o governo federal chama a atenção para a diminuição destes preços levantando uma cortina de fumaça para o avanço das privatizações da própria estatal da Petrobrás, das refinarias de petróleo e da Eletrobrás. Na Bahia novos ritmos de acidente de trabalho e preços maiores nos combustíveis são um reflexo direto da privatização da Refinaria.

Confira declaração de Maíra Machado sobre o tema: "Aumento do número de queimados na Bahia é resultado dos ataques privatistas contra a Petrobrás"

A Câmara dos Deputados liderada por Arthur Lira, em conluio com a base bolsonarista ultraliberal e fascista, entrega cada vez mais nosso patrimônio estatal petroleiro e de geração de energia para a iniciativa privada, ainda por cima se utilizando das forças armadas para garantir a execução golpista de todas estas vendas.

Todo esse processo de privatização não só destrói nossas principais instituições, mas afeta principalmente os trabalhadores que mês a mês sofrem com os aumentos do combustível, a pressão para o aumento de tarifas de transportes públicos se agrava, e o gás de cozinha tem seus valores decolando, com parte da população se submetendo a usar lenha e até mesmo álcool para o preparo de seus alimentos, este último já com casos de acidentes onde moradores foram para no hospital com queimaduras sérias pelo corpo.

A luta por uma Petrobrás 100% estatal tem que ser umas das principais pautas de luta da classe trabalhadora, sem confiar em demagogias e conciliações com burguesia.

E que os golpistas paguem pelo aumento da gasolina, do diesel e pela crise!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias