×

Greve na educação | Professores de Salvador entram em greve por melhores salários. Todo apoio!

Os professores da rede municipal de Salvador estão em greve em defesa de seus salários. A greve iniciou hoje, 19, e greve por tempo indeterminado. Os professores reivindicam o reajuste do piso salarial de 33,24%, enquanto a prefeitura ofereceu 6%. No Brasil da fome e do desemprego, garantidos pelo reacionário Bolsonaro, é urgente lutar pelo reajuste salarial de acordo com a inflação. Todo apoio à greve dos professores de Salvador!

quinta-feira 19 de maio | Edição do dia

Bolsonaro e Mourão fazem de tudo para garantir a miséria capitalista e que a crise seja descarregada em nossas costas, em nome dos lucros dos empresários. A inflação está nas alturas, os salários não pagam as contas de aluguel, luz, muito menos as compras no mercado. A fome está no prato das famílias brasileiras, assim como muitos estão sendo obrigados a abandonar suas casas, isso em meio a onda de frio. Milhões estão desempregados.

Leia mais:

Os professores da rede municipal de Salvador entraram em greve hoje, 19, por tempo indeterminado, em defesa de seus salários. Os professores reivindicam o reajuste do piso salarial de 33,24%, enquanto a prefeitura de Bruno Reis (União Brasil) ofereceu 6%. Uma greve extremamente legítima, e um grande exemplo a ser seguido de como lutar nossos direitos: através da mobilização da nossa classe.

Ainda mais no Brasil da fome e do desemprego, garantidos pelo reacionário Bolsonaro, precisamos avançar não somente para conquistar o legítimo direito da recomposição do piso salarial, mas também contra a carestia de vida, em meio a crise econômica que é descarregada nas costas da classe trabalhadora, com inflação, desemprego, miséria e outras mazelas. E ir além, e lutar pelo necessário e urgente reajuste salarial de acordo com a inflação. Se tudo sobe, porque nossos salários permanecem os mesmos? Junto disso, também, é necessário batalhar por empregos com direitos para todos, e pela revogação integral da reforma trabalhista e de todas as reformas e privatizações.

Somente com a luta e mobilização da classe trabalhadora aliada aos setores mais oprimidos poderemos arrancar esses direitos e demandas, e lutar contra esse governo que nos odeia. Nesse sentido, as centrais sindicais, como a CUT e a CTB dirigidas pelo PT e PCdoB respectivamente, precisam romper com sua paralisia eleitoreira e construir um plano de luta unificando as lutas de todas as categorias de trabalhadores.

Para derrotar a extrema-direita, a direita e os patrões, não podemos confiar em alianças com nossos inimigos como faz Lula com Alckmin, na qual o PSOL, agora federado com a REDE, se adapta. Alckmin é um inimigo histórico dos professores que reprimiu brutalmente às greves dos professores em SP. A saída não é apostando nas estratégias reformistas de administração do capitalismo podre. Nossa confiança é apenas na força e organização independente dos trabalhadores.

Nós do MRT e Esquerda Diário nos colocamos inteiramente em apoio à greve dos professores de Salvador! Que os capitalistas paguem pela crise!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias