Professor é preso arbitrariamente, após questionar ação violenta da Polícia Militar no RJ

Policiais Militares prenderam no ultimo domingo (23), um professor que registrava uma abordagem destes mesmo PMs, no centro da capital fluminense.

segunda-feira 24 de fevereiro| Edição do dia

Lucas Inácio Nascimento, professor de teatro na cidade do Rio de Janeiro, ao policiais militares abordando com violência dois jovens, começou a registrar a ação da PM. Quando um dos PMs percebeu que Lucas filmava a ação, iniciou-se um bate boca e as duas pessoas que estavam sendo abordadas fugiram, Lucas questionou a ação dos policiais e por conta dessa ação Lucas foi preso.

Vídeo compartilhado nas redes sociais mostra Lucas sofrendo um mata-leão de um dos policiais, que ao cair no chão é contido por mais PMs.

Ver essa foto no Instagram

#repost @raullsantiago - Lucas Nascimento, professor de teatro do município. Viu uma abordagem policial violenta e filmou, tentando ajudar dois rapazes. Os policiais se viraram para ele e o prenderam. Precisamos de ajuda lá, 5DP. - O professor do município Lucas Inacio Nascimento acabou de ser preso e levado para a 5 DP após questionar os motivos de uma abordagem violenta que dois rapazes sofriam. Os policiais estão alegando que Lucas ajudou os rapazes a fugir, mas testemunhas afirmam que no momento em que o professor questionou os policiais, estes agrediram Lucas abrindo margem para fuga dos meninos que sofriam abordagem, e apenas neste instante eles prenderam Lucas Nascimento sob essa alegação. Lucas não tem passagem pela polícia, é professor concursado de artes dando aula no município. É um homem negro, gay que exerceu seu direito de questionar uma atitude violenta da polícia Militar do Estado do RJ. #PM #ViolenciaPolicial #Repressao

Uma publicação compartilhada por Mídia NINJA (@midianinja) em

Segundo informações Lucas foi detido por “facilitar fuga, desacato e desobediência”, e se encontra na 5 DP (Mem de Sá).

As ações cada ver mais arbitrárias da Policia Militar, são parte de todo um projeto de governo, que na base da força quer “dominar” a população para a cada dia mais aceite seus ataques, que visam unicamente o lucro dos patrões. Para isso estão dispostos a tudo, desde a repressão desenfreada de qualquer tipo de liberdade de expressão, até o histórico genocídio de negros e negras, na suposta guerra contra as drogas, que na verdade é a política racista e de dominação dessa casta de empresários e políticos.

Veja também:

Operação policial no complexo da Maré deixa quatro mortos e três feridos

Centenas de detenções e até baleados: O Carnaval da repressão de João Doria

PM espanca e aponta arma contra alunos da Escola Estadual Emygdio de Barros, na ZO de SP




Tópicos relacionados

violência policial   /    [email protected]

Comentários

Comentar