Internacional

MARTÍN VIZCARRA

Processo de impeachment do presidente peruano Martín Vizcarra é aprovado no Congresso

Congresso o Peru aprova impeachment de Martín Vizcarra, acusado de receber propina em 2014, quando ainda era governador.

terça-feira 10 de novembro| Edição do dia

Fonte da imagem: Paolo Aguiar - via El País.

Manuel Merino, chefe do Congresso, assumirá o poder até o final do mandato atual, em julho de 2021.

Após ser denunciado por receber propinas quando ainda era governador, em 2014, Vizcarra foi destituído por “incapacidade moral”. A votação contou com 105 congressistas a favor, 19 contra e 4 abstenções. Eram necessários 87 votos favoráveis para o afastamento do presidente.

O mandato do ex-presidente tinha duração até 28 de julho de 2021, e será finalizado por Manuel Merino, chefe do Congresso.

Vizcarra já havia passado por um processo de impeachment em setembro desse ano, acusado de pressionar duas funcionárias e mentir sobre um contrato do governo com um cantor. O processo, por sua vez, não foi aprovado no Congresso.

Em sua defesa, o ex-presidente afirmou que as denúncias são falsas, provenientes da imprensa e sem fundamentos, afirmou também que está sendo perseguido e atacado sistematicamente.

Martín Vizcarra atingiu números recordes de popularidade em seus 2 anos e 8 meses de governo e pesquisas apontam que 75% dos peruanos são favoráveis à continuação do mandato de Vizcarra.




Tópicos relacionados

Martín Vizcarra   /    Peru   /    Impeachment   /    Internacional

Comentários

Comentar